12 de mar de 2010

Uma paixão


     Gosto de acordar cedo assim aproveito mais o que a manhã tem de melhor para oferecer. Por volta das sete horas saio para caminhar, prefiro esse horário, o sol é mais saudável e contribui para a produção da vitamina D, tão importante na absorção do cálcio, consequentemente, no fortalecimento dos ossos. Além do mais o exercício físico cansa o corpo, mas descansa a cabeça das tribulações do dia a dia.
     Hoje, uma minha amiga e companheira de caminhada avisou que não iria, com certeza a coragem de sair da cama foi menor que o aconchego dos lençóis. Resolvi também quebrar a rotina e fui dar uma atenção especial as minhas orquídeas. Acho que ainda não falei sobre minha essa paixão. O primeiro contato foi com uma espécie muito simples, comum, mas de uma beleza exuberante, fiquei encantada! Depois disso com um interesse, até de certa forma, exagerado, fui em busca de conhecimentos sobre seu cultivo. Queria eu mesma plantar, ver o brotinho apontar com toda força, irrompendo com maestria para o milagre da vida.
O que faz da orquídea uma planta especial, é justamente o fato de florescer apenas uma vez ao ano e a expectativa pela sua chegada é fascinante. Às vezes me vejo numa ansiedade inquietante, porém na natureza tudo tem o seu tempo, diferentemente de nós, humanos que sempre queremos atropelar tudo, queimar etapas.
     Alguns dias sem observá-las e as ervas daninhas já estavam querendo invadir e ocupar espaço, meu tempo já não é mais o mesmo (esse blog tem me ocupado por demais, estou gostando da experiência , culpa de vocês que tem me incentivado). Para quem aprecia a beleza de uma orquídea e gosta de escrever, é como se os galhos fossem pequenas frases rabiscadas e a flor parecendo mais um poema. Muitas vezes elas foram minha companhia, meu ombro amigo, minha psicoterapeuta (ouvindo meus desabafos). Em cada vaso uma lembrança, às vezes de um amigo que me presenteou, outras pela saudade doída de alguém que já se foi e que deixou naquela flor o seu carinho por mim.
     Terminei minha tarefa feliz por ver que várias espécies já estão com botões, em breve minha casa estará parecendo mais uma floricultura! que venham e alegrem minha vida!


Um comentário:

Iara disse...

Nossa Néia, serão os poetas todos saidos da mesma forma, apesar de colocarem o que sentem em palavras de forma tão diferente.
Orquideas, também as amo.
Bjs