24 de abr de 2010

Escrevendo

     Hoje logo pela manhã, li a seguinte frase no twitter: "Escrever é uma maneira de falar sem ser interrompido." (Jules Renard). De fato, tenho tido essa experiência aqui, quando coloco minhas idéias, meus sentimentos e desabafos sem ninguém para me fazer calar. Confesso que já me peguei escrevendo coisas que por fim não foram publicadas, achando que estava sendo irônica demais, por certo o tempo, grande conselheiro, dará mais confiança a não temer o repúdio.
     Não me falta vontade de falar sobre política, por exemplo, porém tenho me contido, quero que esse espaço seja utilizado para coisas mais amenas, já são tantas as manchetes sobre isso para amargar o dia, mas estou numa ânsia por contar um ocorrido.
     No feriado de quarta-feira (21 de abril) estive aproveitando para fazer umas comprinhas no shopping numa cidade vizinha e no banheiro feminino, que mais parecia uma torre de Babel pelo vozerio incontrolável, pude ouvir alguns comentários meramente superficiais sobre um suposto candidato a deputado aqui da região. O que estava sendo levado em consideração era a beleza física do dito cujo que deixavam aquelas eleitoras falantes, despudoradamente felizes e certas com relação aos seus votos. Indignação é o que senti naquele momento por ver como é fácil se descompor e revelar tamanha falta de consciência política, informação e cultura.Tento ser otimista com relação às mudanças que nosso país necessita e procuro lançar um olhar sob um prisma favorável para os preclaros candidatos, mas há momentos em que sucumbo diante de tanta excrescência e absurdos perversos manifestados por essa classe que chamamos de “nossos representantes”. Ainda cultivo um resquício de esperança, há de surgir alguém com o qual eu sinta empatia por sua história de vida pública e que mereça minha confiança.
     Embora isso me deixe com um sorriso encolhido nos lábios, acabo de me lembrar que hoje é sábado, final de semana é para relaxar e esquecer, convenientemente, desses assuntos. Alegro-me em saber que amanhã estarei com a família e amigos queridos numa festa paroquial rural, onde a alegria e a simplicidade, principais convidados, terão o poder de deixar o dia maravilhosamente belo!

Um comentário:

Giancarlo Pessatto www.quatorweb.com.br disse...

Parabéns Néia, li quase todos seus post, e estou ligeiramente impressionado com sua capacidade tecnológica. E seu português incontestável. Sou um grande amigo de seu filho (O qual lhe admira muito). Um grande abraço a todos, e parabéns pelo blog.