17 de abr de 2010

Sol da meia noite


     O mundo se voltou durante a semana para prestar atenção a um acontecimento nada esperado, a erupção de um vulcão na Islândia, que resolveu despertar depois de quase duzentos anos (uma cochilada e tanto). Por conta disso a Europa tem vivido um verdadeiro caos aéreo. Nada mais , nada menos que 17 mil voos cancelados, muita gente parada sem poder voltar ao seu destino, tantos compromissos adiados e por conta disso uma grande quantia de dinheiro transformado em cinzas (força de expressão).
     Uma cordilheira submarina que se encontra sob o Oceano Atlântico e o Oceano Ártico, chamada de Crista Oceânica do Atlântico, apresenta em alguns locais pontos mais elevados que acabam emergindo e formando ilhas, essa é a origem da Islândia. Não somente as erupções vulcânicas, que fazem parte de sua formação geológica, chamam a atenção para esse pequeno país. Quem já não ouviu falar do maravilhoso Sol da Meia Noite? Um fenômeno que ocorre devido à inclinação do eixo da terra nas regiões polares, deixando a área em torno do pólo norte exposta ao sol por 24 horas. Do mês de julho a agosto nunca anoitece por lá.
     Apesar de toda a sua exuberância, fico pensando que esse cenário é fantástico somente para os turistas, que vão em busca de contemplação, pois para os habitantes não deve ser fácil viver dias sem o escurinho da noite, que faz o sono ser mais tranquilo e renovador de forças.
    Que esse país insular nos contemple somente com esse lindo atrativo turístico e para o bem da humanidade, mantenha seus vulcões no sono eterno.

Nenhum comentário: