9 de out de 2010

Ah...o amor é lindo!


O ditado “antes tarde do que nunca” é muito apropriado para esse momento, visto que meu amor e eu fizemos Bodas de Prata no mês de junho e só agora resolvi falar sobre isso. Na verdade não são apenas vinte e cinco anos juntos, mas exatamente trinta e cinco, uma vez que dez foram de namoro, acredite se quiser!
Ele um garoto com dezesseis anos e alguns ralos pelos no rosto, eu aos treze quase ainda uma criança, achava que já era dona do meu nariz, assim começamos a namorar para o desespero de duas irmãs mais velhas, no momento, solteríssimamente sós.
Nesse contexto é possível imaginar que chegar em casa com um namorado à tiracolo pela primeira vez não foi das tarefas mais fáceis, hoje reconheço, a minha ousadia e coragem estiveram muito além do esperado e o que a gente não faz em uma paixão avassaladora? Apetecidos por esse sentimento que invade a alma com uma fúria desmedida e ao mesmo tempo prazerosa, seríamos capazes de romper fronteiras, cruzar mares, desfraldar bandeiras, enfim, tudo em nome do nosso jovial, pujante e impetuoso amor!
Foi difícil para meu pai aceitar que a sua caçulinha, sua seguidora por toda parte, dividisse agora sua atenção com aquele frangote metido a homem sério e brilhantemente educado. Tanto cuidado e o outro foi chegando assim, tirando sua menina da infância querida e a transformando em namorada, uma afronta para a sua condição de progenitor.
Devagar, bem devagarinho, meu velho foi abandonando seu ar de muxoxo e se acostumando com a ideia que aquele namorico estava tomando um rumo certo. As intenções do pretenso genro eram das melhores, mas como um bom mineiro - desconfiado por natureza - somente se convenceu disso uma década depois ao nos ver, finalmente, no altar.
Depois de tanto tempo, fazendo uma contabilidade da nossa vida conjugal, vejo que somamos ricos e lindos momentos, subtraímos diferenças, dividimos tristezas, multiplicamos alegrias, mesmo assim, vez ou outra, precisamos cuidar para não cairmos em saldo negativo. Nessas horas lançamos então um crédito de compreensão, paciência, perdão, ao final as contas se acertam e saímos no lucro.
Hoje com nossos cabelos grisalhos, os meus pela tinta muito bem disfarçados, vejo que o tempo passou, não somos mais os mesmos, agora certamente bem melhores!
Apesar de desprovidos de ambição, conquistamos um tesouro, nosso bem maior, um filho querido, agora já um homem feito, vejo nele o que há de melhor em nós.
Nesse arroubo de ternura e enlevada por essa indizível paixão deixo esses versos, pelo rei cantado, nessa linda e eterna canção:
“Eu tenho tanto pra te falar, mas com palavras não sei dizer, como é grande o meu amor por você”.
Que venham as Bodas de Ouro!




24 comentários:

Denise Portes disse...

Néia,
Um amor assim é bonito de se ver. Eu também sou casada há vinte quatro anos e a a gente caminha junto e feliz.
Beijo
Denise

JOANA CAMPOS disse...

Ki Lindoooo!
Eu ainda vou chegar lá....
mas que história linda! Parabéns!

Que mais ooutros 25, e quando chegar lá, estarei junto pra desejar mais 25 tá? rsrs

Bjs

Joana Campos

Yoyo disse...

Lindo depoimento, Néia!
Passei para retribuir sua amável visitinha e acabei ficando por aqui,rs. Depois de ler o texto do seu perfil, vi de cara, que temos pensamentos semelhantes e nas relações humanas, não acredito muito naquela máxima que diz: "os opostos se atraem".Acho que os semelhantes se encontram, isso sim.
Bjo no core e ótimo feriado

Pelos caminhos da vida. disse...

Linda história Néia, parabéns ao casal pelos 25 anos de união e que venha mesmo as Bodas de Ouro.

Fim de semana de luz.

Obrigada pela sua companhia.

beijooo.

GIL disse...

Oi Néia é a primeira vez que vc me vê por aqui, lí seu perfil....maravilhoso....também penso assim....tenho 30 anos de casada....tenho orgulho disso...lindo depoimento o seu....bjks.....Gil

HD disse...

Tia Néia!!
Primeiro deixo responder seu comentário em meu blog.

Nossa candidata Marina Silva não passou p/ o 2.turno, porém, ela é a melhor. Nem sempre os melhores são os escolhidos.
Tem uma amiga q achou demais seu comentário. hehehehe

Bodas de Prata? Nossa!! Parabénssss
Sou fã do meu tio Gilmar (seu esposo) e muito mais ainda da minha tia linda Néia...

beijos
Suely (sobrinha)

O Profeta disse...

E eu, neste palco
Pinto mil e uma emoções
Luzes, as pancadas de Molière
O aplauso, tantos sorrisos, contradições

Inquieta alma esta
Vivendo entre a o amor e a dor
Voando para além do sonho
Nas asas de um viajante Açor


Doce beijo

Karine disse...

Oi Néia!
Que lindo post!
Lindo, lindo tudo que vc escreveu.. tudo verdade... e eu que só tenho 5 anos de casada quero chegar aos 25, 50 e quem sabe até os 70 anos de casamento..
Mais uma vez tenho que dizer que adorei o post e ele é uma lição.. uma verdadeira lição de amor e comanheirismo...

Parabéns pelas Bodas de Prata e que venham as Bodas de Ouro :)

Bjos

*muito obrigada por teus recadinhos.. com certeza temos que ser positivos e não perder a fé que tudo é para um bem e um propósito maior.. muito obrigada por teu carinho...
* A Sami (nossa cachorrinha) é muito sapeca e tem dias que até parece falar.. muito bom tê-la em nossa vida.. no início quando ela chegou lá em casa nos diziam que era uma raça arisca e mau humorada.. mas é puro engano ela é muito carinhosa... e sente muito frio, até no verão hehehe

bjos

Karine disse...

ah.. adorei seu blog!

Solange disse...

ai........
que coisa mais linda........

esses são os reais tesouros dessa vida, esse companheirismo, os frutos, os aprendizados !!!

super parabéns !!!!

e canto com você a linda canção, para homenageá-los, os dois !!!!

beijo

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Neia...primeiro obrigado pela presença lá no Verseiro...
É..não é fácil chegar aos vinte, vinte e cinco de anos de casamento...é uma prova de muito amor e carinho, muitas lutas e tristezas também, aprendizados...não é moleza não...rs
Parabés pela conquista...pelo blog também...
Um abraço na alma
Bjo

Denise Portes disse...

Néia querida,
Eu quero deixar registrado, que no texto que escrevi "Reflexo", quando falo dos encontros de alma virtual, pensei em você também.
Meu coração viaja por suas palavras, muito bom ler sua alma nos seus textos.
Um abraço, com carinho
Denise

Mônica disse...

Néia
Meus pais fizeram bodas de prata . Viajamos para Ubatuba e comemoramos com uma missa. Papai faleceu antes de completar as bodas de ouro. Mas mamae está aqui para não deixar de esquecer o amor.
com carinho MOnica

Andrea disse...

Que lindo e parabens...
Otimo feriado pra vc

João Lenjob disse...

Adorei!!! Bom, atualizei meu blog http://lenjob.blogspot.com com cinco poemas novos novamente e daqui a pouco tem mais cinco. Peço que visite http://castelodopoeta.blogspot.com porque é um Projeto Cultural bom pra todo mundo e quero a opinião de todo mundo. Abaixo poema. Se possível divulgue por gentileza.

João Lenjob.

Como Um Segredo
João Lenjob

Como se fosse um segredo
Sagrado, brinquedo, querido
como se não acelerasse o peito
Como se não tivesse jeito
E se eu não acordasse a vida
Ou a vida me alertasse o sentimento
Como se eu não amasse
Não quisesse, sorrisse, vivesse
O amor como só puro
Real, evidente, verdadeiro
Sereno, perpétuo e rico
Aquele que faz sorrir
Aquele que faz bem dormir
Que não precisa guardar
Só deixar de fato existir.

Meri Pellens disse...

Parabéns atrasado então!
E que venham a boas de ouro!
Beijos na alma, querida!

Mônica disse...

Neia
Parece que me conhece de verdade. Mostrei para umas amigas que estavam trabalhando em uma escola. Elas logo quiseram que suas casas aparecessem. Fui a pé no fim de semana da eleição pois tinha devolvido o carro.
Quando fiz 50 anos fiz duas grandes festas. Uma em BH para os primos e outra em SA para os amigos e amigas.
com carinho Monica
Ainda tem mais casas para colocar.

LILIANE disse...

Neia
que delicia é ler o que você produz.
maravilhoso.
desde pequena sabia o que queria, né.
parabéns minha flor.
em um mundo tao superficial, encontrar casais com essa história só nos faz acreditar na possibilidade do amor.
um beijinho carinhoso.
e agradeço muito sua atenção comigo lá no blog.
valeu!

Wilma disse...

Neia, eu deixei um comentário aqui neste texto dos 25 anos, e será que não entrou? aimeussais!!!

Pri disse...

Ahhh o amorrrrr!!


o amor é o calor que aquece a alma!

Wilma disse...

Oi Néia, vou tentar reproduzir o comentário, amiga. Lembro q fiquei surpresa dos 25 anos com esta carinha de menina!!! Mas muitos Parabéns, a sua história de amor é linda, acho um privilégio quem consegue encontrar alguém pra crescer juntos ainda bem cedo, vou deixar esse pedido feito pra próxima vida, pq nesta já não deu. Felicidades ao casal e vida longa a vocês!!!!

Jackie Freitas disse...

Olá Néia!
Com licença! Recebi o seu comentário em meu blog e não pude resistir e vim até aqui conhecer o seu e, de cara, me encantei com esse seu lindo post! Sou uma amante da vida e o que mais tenho prazer em cantar aos quatro cantos é o amor que conquistei! Com ele também formei uma família e temos 3 lindos filhos! O amor é surpreendente e costumo dizer aqui que tenho o que muitos sonham e poucos conquistam. Fiquei muito feliz em ler o seu lindo texto e ver que você e eu estamos no mesmo "clube". Quero deixar aqui ao casal as minhas congratulações e desejos de felicidade, paz, harmonia e muito...muito amor! Sei que a caminhada não é fácil, mas quando construímos o relacionamento nas bases sólidas do amor, temos esse grande, forte e inabalável castelo!
Parabéns, de coração!
Grande beijo,
Jackie

Lúcia Soares disse...

Néia, e eu que fiz 36 anos em setembro. (de casamento!). Não é fácil, mas realmente o saldo é positivo.
Queria ter comemorado os 35, porque com 50 anos já estamos mais velhos e acaba que os filhos é que organizam e fica ao gosto deles. Mas desisti, por causa da filha que mora em Londrina e não poderia vir, com bebês gêmeos de menos de 1 ano e um de 2 anos. Então, quem sabe aos 40 anos...Se Deus quiser!
bj

Luciana disse...

Olá Néia seu blog é lindo, é maravilhoso. Que cada vez mais você possa estar escrevendo essas maravilhas lindas, porque talentos você já demonstrou que tem, e olha que são muitos...Abraços!!!