4 de out de 2010

Pilates, para sempre!


Joseph H. Pilates, criador do método que leva seu sobrenome, em uma das suas brilhantes frases nos diz: “Se aos 30 anos você está sem flexibilidade e fora de forma, você é um velho. Se aos 60 anos você é flexível e forte, você é um jovem”.
Resolvi falar sobre isso hoje, pois é algo que me tem sido muito importante ultimamente. Pode parecer bobagem estar durante cinquenta minutos com um grupo de mulheres fazendo exercícios, a princípio, tendo como objetivo apenas um cuidado natural com o corpo.
No entanto, esses valorosos minutos tem sido uma ótima terapia. Não sei se todas as amigas encaram da mesma forma, esses momentos em que nos tornamos iguais, sem preconceitos de classe social, religião ou filosofias são altamente enriquecedores.
Com idades variadas, inclusive penso que sou a titia da turma, vejo em cada rosto o desejo de manter a saúde física para assim ter uma boa qualidade de vida.
Esse pequeno tempo vai além das expectativas, a integração faz com que conheçamos melhor umas às outras, falamos do nosso dia a dia, de coisas ou pessoas que nos são valiosas,  trocamos receitinhas, enfim saímos como se tivéssemos passado por um verdadeiro divã, sempre mais leves.
A tão famosa endorfina liberamos com os nossos esforços, rimos à toa, qualquer coisa é motivo para cairmos em gargalhadas, quer coisa melhor na vida? É assim que mandamos embora um pouco de tudo que nos pesa ou entristece.
Cada uma de nós apresenta alguma limitação, ninguém é melhor em tudo, há sempre aquelas que prevalecem nos alongamentos, mas fatalmente se veem entregues nos exercícios de força. Outras cuidam dos movimentos exigidos e travam uma luta com o controle da respiração. Enfim somos, naquele breve instante, todas iguais apesar de tão distintas.
É exatamente nessa hora que vejo como tudo isso também faz bem não somente ao físico, mas revigora a mente, eleva o espírito e nos ensina a conviver com as diferenças. Pensa que é fácil aceitar que algumas apresentem uma alta performance, enquanto outras se esvaem em suor para acompanhar o ritmo? Adivinhe se puder em qual grupo me enquadro!
Como tenho o hábito ou mania de observar comportamentos - disse isso no meu post "Eu presto muita atenção ao meu redor - vejo que estou muito bem acompanhada com esse querido grupo que se reúne duas vezes por semana.
E o que falar das instrutoras? Em A arte de transformar "ais" em sorrisos deixei um pouco da minha impressão sobre a querida Silmara e da Maria Soraia digo que ela é amiga, companheira e eficiente na sua profissão e como qualquer uma de nós, também tem uma fraqueza que a põe fora de órbita: dormir sozinha, longe do seu amor! Ui, contei!
Não posso deixar de falar de alguém que, sutilmente, faz-se presente e que tem uma importância tamanha: Rose, sempre com um sorriso no rosto, mantém tudo eficazmente cuidado para que o ambiente esteja sempre agradável e organizado, penso sempre nela ao sair com minhas meias tão brancas quanto chegaram, o que prova sua atenção para que o piso esteja sempre limpo. Muitas vezes partilhamos rapidamente nossas dores, pois vivemos uma situação semelhante, tem seu pai vitimado e acamado por um AVC, assim como o meu.
Costumo eternizar alguns momentos preciosos da minha vida e esse é um deles, deixo então o meu carinho a todas as companheiras da sessão de Pilates, é muito bom estarmos juntas.



23 comentários:

Meri Pellens disse...

Isso lembrou-me de que preciso me exercitar...
Beijo grande, querida!

Taia Assunção disse...

Nunca fiz pitates, mas tenho curiosidade. Faço ginástica localizada e esteira todo dia pela manhã (segunda a sexta), é bom...sou flexível, mas tenho dificuldade com o controle da respiração...e preciso, porque treino Capoeira. Beijocas e boa semana!

Denise Portes disse...

Exercício muda a vida, eu não sei viver sem. Ando de bicicleta, nado no mar e malho na academia, mas faço exercício em busca de uma saúde que me deixe com a mente feliz.
Eu tento rsrs
Beijo querida
Denise

Lúcia Soares disse...

Néia, Pilates é um dos meus objetivos ainda para este ano. Preciso me "desenferrujar" e como detesto outro tipo de exercício, vou ver se faço este.
Sei que é uma maravilha, só preciso começar.
E também presto muita atenção ao que tenho a minha volta e valorizo cada pessoa que nos proporciona um bem estar.
(Tem selinho para você, no blog. A Deia é um amor, se não a conhece, vale a pena!)
Beijo!

disse...

Oi Neia
Estar em movimento é extremamente importante para o corpo e mente.
Seja em execicios fisicos ou o movimento que nos faz em contato com o mundo.
Minha avó em 83 anos e na para um minuto, sempre viajando ou cuidando de seu jardim, de suas coisas. É um exemplo que ainda tenho muito a admirar e aprender!!!
Preciso.
Sempre ouvi maravilhas sobre o Pilates. Taí uma dica que vou pensar seriamente em seguir!!
Beijoss

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

muita gente faz grandes elogios ao Pilates!
Deve ser mto gostoso de fazer. Eu odeio academia, aquele barulho, gente se exibindo, música "putzputzputz" na hora do exercício. Então Pilates tem um ar bem mais aconchegante e tranquilo, mesmo sendo um exercício puxado, não é?
Ou falei besteira? rs
bom dia!

Mônica disse...

Néia
Eu estou precisando urgentemente entrar em uma academia de novo. Mas não gosto de jeito nenhum. Fiz hidroginastiva e me deu alergia.
Exercicio eu não decoro nem se me bater, tenho que ter uma ajuda do especialista e fico adiando a volta.

Eu adoro passear e visitar meus amigos, mas agora o que mais me emociona é estar por aqui e ver que cada um dos meus amigos virtuais me acompanham. Imagino que todos voces se conhecem.
E assim me dá mais vontade de fazer minhas visitinhas.
com carinho MOnica

Drix disse...

Eu estou louca para fazer Pilates, mas perto de onde eu trabalho é muito caro....quem sabe ano que vem, já que vou mudar de local de trabalho.
bjo

Isadora disse...

Néia, acho importantíssimo esse cuidado natural com o corpo, afinal será ele que nos ajudará mais a frente a caminhar...E essa troca que acontece também é muito benéfica. Um aterapia em grupo e muitas vezes vemos como nossos problemas são iguais, ou menores. E quando são maiores está lá uma mão amiga.
Minha mãe faz Pilates já há alguns anos e adora.
Um beijinho

João Lenjob disse...

Muito interessante seu blog!! Aguardo sua visita no meu, http://lenjob.blogspot.com uma vez que o atualizo todos os dias e sempre com cinco novos poemas meus.

João Lenjob

De Lado
João Lenjob

O meu olhar
Não é para enlouquecer-te como o teu me faz
E sim para apreciar teu corpo e teu rosto
E molhar com a reciprocidade de tua atenção
Desencadear todas as convenções
Dar riqueza ao horizonte que fazers mais vivo
E meu olhar mais inerte, concentrado
Não estais de lado.

O teu olhar
Foges tão tímiodo do que é tão evidente sim
Mas não se comrreponde ou se está a fim
Não sei se é curioso ou se atenta em mim, no meu olhar
Talvez procure enfim as tantas convenções
Mas não percebe a viva natureza em tua volta
O teu olhar peralta, desconcentrado
Não estou de lado.

Valdemir disse...

Sempre pratiquei esportes, mas como mudei pra outra cidade,td ficou mais dificil. Parei com tudo, mas sinto muita falta.Me interessei muito por Pilates.Acho q estou precisando.
Beijokas.
Ass:Rosangela

Kell Alves disse...

Passando para conhecer teu blog e retribuir a visita. Depois volto para ler com mais tempo e fazer um coment decente viu?

Wilma disse...

Neia, você titia da turma!!! difícil acreditar. Nunca fiz Pilates, mas já fui muito assídua em academia, hoje não gosto e tenho feito pouco pelo meu corpo, infelizmente, mas amo caminhadas, já fui montanhista de carteirinha também. Parabéns pra você que está se cuidando, realmente, não tem outro caminho para se ter uma velhice com qualidade de vida.

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

vim correndo! até parece q não vou seguir esse blog tão gostoso!
ja estou aqui e daqui não saio, ninguem me tira! rs
bjs e bom dia, obrigado sempre Néia

Denise Portes disse...

Néia,
Por pura curiosidade feminina, em que cidade você mora?
Adorei seu comentário no meu post sobre fé, me senti mega compreendida, verdade.
Beijo
Denise

Denise Portes disse...

Eu sabia Néia, por isso a minha curiosidade, somente no interior a gente mergulha tão profundamente no coração como você. Suas palavras têm essa marca de sensibilidade de quem conhece um pouco mais o coração puro. Minha família é do interior de Minas Gerais, morei lá por quinze anos e depois sai de casa pra estudar. Moro no Rio de janeiro há vinte oito anos e tento não perder essa referência de amor que a cidade grande costuma esmagar.
Beijo
Denise

Daniele disse...

Oi, Néia!
Atividade física é mais do que preciso. É vital!
Eu faço localizada e bike indoor.

Vim aqui agradecer o recado lindo que vc me deixou e retribuir o carinho.
Não consegui ser sua seguidora, mas vou colocar seu blog na barra lateral da minha página.
Beijinhos

Pelos caminhos da vida. disse...

Exercícios faz muito bem para o corpo, como tb para a alma, e é como vc disse: fazemos novas amizades, trocamos receitas... é gratificante.

Obrigado pela sua companhia, por ter gostado do meu blog e será um prazer te ver sempre Pelos Caminhos da Vida.

beijooo.

LILIANE disse...

Néia
è uma vergonha. Os dias vão passando e eu não pratico nada.
e preciso.
acho que vou sempre ler os comentários dos amigos pra me estimular.
preciso. é tão importante né
querida um abraço do tamanho do mundo pra você.
fica com Deus.

Marliborges disse...

Oiiiiiiiii,
Neia, pelo que pude observar, Pilates está sendo para você, algo que vai além da parte física. É o encontro, é a troca, a interação. E como precisamos disto não é? Parabéns amiga, siga nesse caminho, é muiiito bom. E obrigada por chamar a atenção para os cuidados do corpo, nossa flexibilidade/juventude. Bjsssss

Deusa disse...

Oi linda

Vou procurar uma turma destas por aqui,preciso muito começar a me exercitar,só o regime já não adianta muito.Faça mesmo a novena das rosas,quantas graças eu já recebi,quantas...voçê nem imagina.Colha quantas quiser,são lá dos jardins do Carmelo,e caso voçê estivesse já fazendo ou pedindo algo a ela,eu te ofereci indiretamente uma rosa.
Bjs
Deusa
vasinhos coloridos

Sara disse...

Oi Néia!
Seja muito bem vinda ao Saracotear!
Abs.

Luci Cardinelli disse...

Fiz pilates por 3 anos e amava! Aliás o úncio tipo de exercício que já fiz e gostei. Sinto falta e ando pensando em voltar.

beijos e ótimo final de semana