8 de abr de 2011

Suave odor!

Costumo dizer que os odores estão presentes na minha vida de forma intensa e as melhores nostalgias são trazidas, peremptoriamente, pela memória olfativa.
Como não fazer um rápido retorno à infância ao sentir o cheiro inconfundível e agradabilíssimo de pão caseiro saindo do forno? Ou aquele tênue aroma dos doces em calda que, aos sábados, eram feitos com graciosa habilidade pela minha querida mãe? Como não relacionar alguns bons momentos ao perfume, absurdamente envolvente, que exalava dos jardins de todas as casas onde vivi? Isso sem falar daquelas pessoas que ficaram marcadas pelas fragrâncias delicadas que somente as almas lindas emanam de si.
Não tem mais como mudar esse meu jeito, vou deixar que meu olfato continue me inebriando e perpetuando os mais belos momentos da  vida.
Eu quero mesmo é ter sempre ao meu lado gente cheirosa, de espírito suave, com largos e magníficos sorrisos,  são apenas essas as minhas simples exigências para que se tornem eternos dentro de mim. 

Direitos Reservados

43 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

que bonito esse post. Realmente, determinados aromas trazem doces lembranças e saudades...

Mayra Di Manno disse...

Ola Néia,
Essa coisa do cheiro realmente é algo que nos guia a tantos lugares... Particularmente eu também adoro.
Um beijo,

Vivian disse...

Bom dia,Néia!!

Como me encanta esta delicadeza e sensibilidade para escrever!!! Pude sentir todos os aromas...
e recordar...guardo alguns na memória...é só pensar, que posso senti-los...Ah!!...
**Quero te agradecer!!Seu texto sobre a Saudade, me presenteou com duas palavras que enriqueceram meu vocabulário!!Agora fico com minhas lucubrações...e apaixonada por uma palavra que me é tão romântica:melíflua!!!
Beijos!!Obrigada!!

Livinha disse...

Romanticamente lindo a frangância exalada de tuas palavras.
O cheiro inconfundível das lembranças com que nos sentimos embalados.
Eu fico aqui fazendo minha leitura, e me vejo deitada numa rede, onde a memória me leva distante, como o cheiro da relva inebriante, ao vento dissipando entre elas chicotadas...
A faculdade de se transportar é magnífica, o voo da asa que ansiamos tanto, tornando ´possível a viagem e reviver tudo novamente...

Tudo muito lindo. Fica difícil não se deixar levar em tuas leyr em tuas letras Néia...

Lindo dia pra ti, ao sabor dos cheiros...

Bjs

Livinha

Pelos caminhos da vida. disse...

Lindo post de saudades, faço até hoje pão caseiro, adoro doces de compota, amei seu post Néia, fiz uma viagem ao passado...

Fim de semana de muita luz amiga.

beijooo.

ONG ALERTA disse...

O cheiro fica gravado em nossa mente...
Beijo Lisette

Valéria disse...

Oi Néia!
Como você transforma as impressões do cotidiano em poesia é impressionante! O texto ficou lindo, romantico! Também tenho belas recordações olfativas de minha infância principalmente. Escrevi há algum tempo no meu blog sobre as lembranças do período natalino que tem um cheiro específico para mim exalado por uma árvore que eu não sei qual é, mas às vezes me emociona pois lembro de quando passeava na cidade com minha mãe. Ainda é forte mesmo depois de tanto tempo. E viva nosso mágico olfato! Beijos e bom dia!

✿ chica disse...

Também tenho doces e perfumadas lembranças e são tão boas! Lindo!beijos,chica

Denise Portes disse...

Hoje Néia querida, eu senti o seu perfume.
Um beijo, com meu carinho.
Denise

Adelaide Araçai disse...

Realmente eu achava que só eu era fiel a minha memória olfativa, vejo que não sou única. Por vezes sinto saudades que começam com um cheirinho,sinto saudades do cheiro das pessoas que já se foram, das comidas que adoro... Engraçado é que nuca tive vontade de comer algo, eu sinto o cheiro.....rsrs Mamãe comenta que sou assim desde minha infância, as vezes chegava na casa de uma tia e falava, que estava sentido cheiro de pastel que a tia fazia, e não adiantava comprar ou fazer tinha que ser feito por aquela tia....rsrs (detalhe as tias faziam para agradar.....rsrs)
Tenha um ótimo final de semana
abraços

Misturação - Ana Karla disse...

Ai que fôfo!
Também só quero gente assim do meu lado.
E quem chegar de cara feia, dou um jeito de mudar. rs
Xerosss

Rô... disse...

oi Néia,bom dia...

que alma doce e perfumada a sua...
suavemente com suas lindas palavras me transportou
para um tempo tão cheio de sonhos e fantasias...

que delicia associar aromas à pessoas e lugares,
parecem preencher nossos corações...
obrigada por essa viagem encantadora

uma linda e açucarada sexta
com muitos beijinhos bem cheirosos

BIA disse...

Oi Néia!!!
Tão perfeito este post que nos faz viajar nos aromas e fragâncias da vida, realmente um suave odor!!! Que foto linda esta!!!
Ótimo fim de semana!!!
Beijos

Marinha disse...

O cheiro, realmente, ativa a memória.
Desejo que além de odores agradáveis a vida te presenteie com pessoas de alma leve, querida Néia. E assim tuas lembranças serão de tempos de luz e paz em todos os tempos da vida.
Bjo, querida.

Andréia Borba disse...

Ah, Néia, querida! Que lindo post...
Sabe que também tenho uma excelente memória olfativa? Dos meus cinco sentidos o olfato é o que, de longe, se sobressai...
Vc trouxe doces lembranças da minha infância...
Querida, é sempre um prazer passar por esse espaço, cada vez mais lindo!
Um grande beijo e um ótimo fim de semana! Déia

Cacá - José Cláudio disse...

Acho que o elemento que deixa em nós uma saudade de alguém de forma mais marcante é o cheiro. Eu tenho deliciosas lembranças aguçadas pelo meu olfato, que insiste em viver fungando saudades boas. rsrs. Abraços, Néia. paz e bem.

Louro Neves disse...

Minha Néia, licençinha para contar dois casos de sala de aula (verídicos!).
-Caso 1
Acabávamos de fazer a lição de leitura (bela combinação de palavras!), quando uma aluna desejou saber o sentido de "odor", que constava no texto, mas que nos fizeram o favor de não defini-la na caixa de vocabulário. Bom, a professora não escutou a pergunta e nem foi preciso repeti-la. Uma colega, muito metida a sabida, saiu-se com esta definição:
- Ora, é porque fica feio dizer "fedor"!
Ficamos todos, eu inclusive, muito satisfeitos!
-Caso 2
Refere-se à professora que primeiro me ensinou a tirar a prova nas operações básicas.
Eu chegava a me fazer de atrapalhado com as contas só para tê-la ao meu pé, a me envolver com seu perfume; as contas, acabei aprendendo, como também usei por muitos anos aquela marca de perfume.
Ah, tempos bons que não voltam mais!

Clau disse...

Olá Néia!
Memória olfativa,é algo incrível...
Agora de pouco,passei em frente a uma casa,onde senti um cheiro que me fez voltar ao tempo.
Exalava um aroma de flores,que vinha do jardim,e isso me fez lembrar que na minha infância,(qdo morei no RJ,por algum tempo),ao ir para a escola pela manhã,sentia esse cheiro suave e agradável.(E essa época da minha vida,me traz ótimas lembranças!).
E agora chego em casa e leio esse texto tão delicado!
Vc tem mta sensibilidade.
Um abraço!

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Néia
Minha memória olfativo é também muito apurada. Até hoje sinto cheiro de minha infância, e de pessoas que passaram por minha vida.
Belo fim de semana.
Bjux

Valéria Russo disse...

néia..
que post maravilhoso..
vc tem razão existem aromas que nos remetem a coisas maravilhosas..felizes daqueles que conseguem sentir...
que seu fds seja perfumado por todas as flores do campo.
bjuivos no seu coração.

piedadevieira disse...

Oi, Neia
também senti o perfume dessas memórias.
Beijos

Betha Mendes disse...

Essa sensação deve ser pela presença marcante das pessoas em nossas vidas, eu , por exemplo, não sinto cheiro de café sem me lembrar do cafezinho da minha mãe, que ainda tenho o privilégio de degustar. Um lindo e suave post!!!

bjs

Betha

Leo disse...

E gente cheirosa deixa emanar até a distancia, pelo blog o sinto.

Beijos!!

REINALDO FONSECA - PASCOM disse...

Olá Neia! Que linda poesia. Um abençoado final de semana para vc. grande abraço na Paz de Cristo,

Reinaldo

Julliany kotona disse...

Saber que você existe
E que posso contar contigo
É o suficiente para saber que
Não estou sozinha.

Amizade é isso:
Doar-se sem reservas.
Amizade sem fronteiras é:
Sentirmos espontaneamente
Que o outro não é uma simples pessoa
Mas um ser muito especial
Que chamamos de amigo(a)
Não por chamar mas por de fato o ser
Quer seja no virtual ou no real
Sempre é bom o ter.

Te desejo um lindo fim de semana,com muita paz e amor.

Mônica disse...

Neia
Como sempre seu comentario me cativa em todos. Ainda mais porque voce e meus primos,, filhos de meu tio Arnaldo, são os unicos a me chamar de quinquinha
Hoje um dos seus filhos , Aldemar, perdeu o bebe Eduardo. Ele nasceu ontem foi operado e faleceu pela manha. O enterro foi as 11 horas.
Peço que me ajude a rezar para que Aldemar e Tereza tenham força de suportar esta dor.
com carinho sua amiga Monica

Fernando Imaregna disse...

Oi Néia...

Magnífico post...efetivamente existem aromas que trazem doces recordações...qdo li, lembrei da "cuca" que Tia Maria fazia todos os sábados para deleite de nós, meninos levados, que íamos filar bóia em sua casa...hehehe

Comentei esses dias que pretendo neste mês de Abril, de meu aniversário, colocar postagens de blog's amigos em meu cantinho...se me permitires...

Um bjo carinhoso e Deus te abençoe ! Um lindo fim de dia para ti e familia

Meri Pellens disse...

Uma das poucas coisas que funcionam bem em mim é o olfato. Aqui em casa sou a primeira a sentir o cheiro de qualquer coisa rs... É bom, muito bom a memória do olfato, principalmente se o odor for gostoso, né? rs...
Beijo na alma, Néia!

Fernando Imaregna disse...

Oi Néia...

Grato então...já está postado lá...hehehe
São tantos textos maravilhosos que ficou difícil a escolha...espero que goste...

Um beijo carinhoso e bons sonhos !

Maria Luiza disse...

Reserve mesmos esse seus direitos, porque vc, Néia, escreve deliciosamente, maravilhosamente lindo! Eu a- mei!!! Também sinto os mesmos aromas e mais; de um do chocolate saindo fumegante de um bule gigantesco de alumínio, com indiscritível aroma, caindo borbulhante na xícara de louça para uma criança ( eu) quando fizemos uma visita na fazenda. Ai! Que saudades!!! bjbj!!!

Flor da Vida disse...

Ah amiga! Você consegue nos presentear com um texto tão suave e verdadeiro, que nossa alma capita todos os mais sublimes aromas de sua alma e coração! Aplausos!!!

Carinhos meus pra ti, viu?
Beijos

Vivian disse...

Bom dia,Néia!!

Tão gostoso de ler, quanto da primeira vez...
Beijos pra ti!!
Bom início de semana!

welze disse...

meus querido que já se foram, são sempre lembrados por inúmeros motivos, ou sem eles, mas o perfume de cada um, é ainda chegado a mim como se fossem anjos perfumados que estão sempre por perto cuidando de todos nós. sempre sinto o cheirinho de cada um. muito bom. boa semana

Nilce disse...

Oi Néia

Que post maravilhoso!
Cheguei a sentir cheiros da minha infância. Lembranças deliciosas.

Bjs no coração!

Nilce

Mônica disse...

Neia
Voltei pra te desejar uma linda semana

com carinho MOnica

Tetê disse...

Oi Néia: é verdade, os perfumes ficam presentes em nossa memória desde a infância. O que mais me lembra a infância é bolo assando no forno. Na minha cas acabava um bolo e outro já era assado. Sempre tinha bolo! Meu post de hoje fala sobre lembranças e chego aqui tenho minhas lembranças puxadas à superfície! Bjks e uma boa semana para você! Tetê

Zéza disse...

Oi querida! Vim agradecer a sua visita e avisar que já atualizei! Acordar com o cheirinho do cuzcuz fresquinho... Que delícia! Estou esperando sua visita!! Beijos azuis!

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Néia querida,

Tens toda razão.
Os odores tem a grande capacidade de nos transportar para tempos memoráveis do nosso passado, e despertar lembranças que estão gravadas em nossa Alma.
Que coisa boa, sentir um cheirinho que só nossa essência sabe distingüir.
É algo mágico e muito particular.
Lindas palavras querida, parabéns!
Beijos enormes em seu coração!

LILIANE disse...

Neia. que saudade...
custou mas cheguei, rs

adoro cheiro de pão, cheiro do café que meu pai faz, cheiro de flores do jardim da minha mãe.
o cheiro nos traz tantas emoções, né.
beijos.
espero que tudo esteja bem por aí.

Maria Célia disse...

Oi Néia
Às vezes me refiro a determinadas coisas, aromas,lembranças, situações como "cheiro da minha infância".
Sinto o cheiro da goiabada que minha mãe fazia no fogão a lenha e da broa de fubá também assada no forno a lenha.
Texto lindo.
Bjo

Camila Monteiro disse...

Néiaaaa, foi legal ler esse teu post, sabe o que me faz lembrar minha infancia? Cheiro de coquinhos de arvores 7 copas, porque em frente a minha casa tinha uma dessas enooooorrrrme e minha mae montava bonequinhos com esses coquinhos com palitos de dente... eu amavaaaa, que deliciaaa!!! Saudade disso!

Socorro Melo disse...

Oi, Norma!

Os cheiros realmente nos reportam a episódios agradáveis. Tenho um pouco disso também. Lindo texto, viu?

Beijos
Socorro Melo

Socorro Melo disse...

Oi, Néia!

Desculpe, atrapalhei-me e chameia-a de Norma.

Beijos
Socorro Melo