7 de jun de 2011

A voz do coração

     Em tempos idos tive, muitas vezes, a curiosidade atiçada ao ouvir minha mãe dizendo que, em todas as ocasiões, a gente deve ouvir o que diz o coração. Convenhamos, para uma criança essa era uma máxima difícil de ser compreendida e adotada, dessa forma eu acreditava que o meu coração era mudo, pois até então ele não havia me concedido o prazer de alguma coisa me dizer! Pela ingenuidade própria da idade eu não me dava conta do quanto ele, decididamente, falava-me. Com seu jeito amoroso que somente um coração novo sabe ser, vivia me dizendo que na infância ninguém merece ser triste, pois lágrimas não combinam com a alegria que, mesmo não estampada no rosto, as crianças trazem dentro de si. Quem já ouviu seu coração um dia, falando assim tão intimamente, há de concordar que se não há motivos para chorar porque então não sorrir?
     Um pouco mais tarde, já na adolescência, lá veio ele novamente, dessa vez com menos palavras e mais sentimentos, foi provando ser bom conselheiro e que nos assuntos do amor era ele quem deveria falar mais alto, não lhe dar ouvidos seria dar com os burros n’água, certamente!
     Hoje, na maturidade, quando tudo soa de forma ajuizada - pelo menos deveria - então o coração usa outra linguagem, fala ao pé do ouvido, não que a audição exija, apenas uma questão de sutileza, ele diz bem baixinho que agora amar é inadiável e imprescindível. Que o segredo para manter o espírito jovem e o corpo sadio é viver intensamente apaixonada, esquecer por um instante toda a idade, colocar as mãos em concha na boca e rir, timidamente, tal qual uma criança ao ver a pessoa amada.
     A minha mãe tinha toda razão, então que fale, sabiamente, o coração e que eu aprenda a ouvi-lo, incansavelmente!

(Esse texto faz parte do projeto "Dois Olhares" de Néia Lambert e Denise Portes http://odeliriodabruxa.blogspot.com)
Direitos Reservados

34 comentários:

✿ chica disse...

Tua mãe tinha toda razão,né? Cabe a nós saber ouvir o que ele, em geral, de mansinho,nos fala!

um lindo dia,beijos,chica

Mayra Di Manno disse...

Ola Néia,
Sabe, eu sempre ouvi muito meu coração. E acho que muitas vezes acertivamente. É legal. Mas acho que não a todo momento.
Lindo o texto!
Um beijo,

Valéria disse...

Oi Néia!
Ouvir o coração é viver bem consigo mesma. Ele sempre tem razão, "que a própria razão desconhece".rsrs
Que se ouça mais o coração pois ele nos dá coordenadas mais sensatas de que caminho seguir!

Beijos e um bom dia!

Clau disse...

Não dar ouvidos ao nosso coração,é o mesmo que deixar a sensibilidade de lado.
E como ele fala hein!
Que possamos ouvi-lo sempre!
Bjs Néia!
Linda reflexão...

Camila Monteiro disse...

Que coisa mais linda Néia! Que delicia de ler, meu coracao apesar de muito judiadinho e carente fala comigo tb, espero que ele seja fliz um dia! :)

margoh werneck disse...

Meu coraçao???

....minha lampada genial.


beijos

Tais Luso disse...

É, Néia, chegamos num certo momento que ouvir o coração torna-se imprescindível e, unindo coração e razão penso que seja mais difícil de errar, ainda. Coração e razão acho que devem andar juntos; 50% para cada um está bom! O coração, as vezes, 'destrambelha' e se vai... rsrs

Gostei muito.
Meu carinho pra você.
Tais Luso

Misturação - Ana Karla disse...

Normalmente é a voz mais forte.
Mãe tem sempre razão mesmo,,, por que será?
Xeros

disse...

Lindo texto...
Mas eu, as vezes, temo ouvir demais meu coraçao. Ele é meio irresponsavel e sempre me coloca em situaçoes dificeis.
Será teste???
rsrsr
Beijosss

Lúcia Soares disse...

Néia, é preciso ouví-lo sempre.
Mesmo quando achamos que não queremos seguir o que a voz nos diz, melhor ouví-la.
Beijo!

BIA disse...

Oi Néia!!!

Muito verdadeiro!!! Pois é o cérebro que manda estímulos para o coração, então o amor saudável é racional ao contrário da simples atração que muitas vezes destrói relacionamentos quando ocorre traições (principalmente os homens infiéis que não pensam com o cerébro e sim com outras partes do corpo.
Bjus
Bia :)

Mariazita disse...

Olá, Néia
Sua Mãe falava certo, sim, embora às vezes não possamos dar ouvidos ao coração, mas sim à razão.
Mas uma coisa é muito certa. Quando se atinge a maturidade, aí, sim, deve se ouvir o que o coração nos dita, e aproveitar a vida para Amar tanto quanto se possa.
Gostei muito do texto. Parabéns!

Semana feliz. Beijinhos

Edna Lima disse...

Com toda razão,sabedoria pura.
É urgente amar, ouvir o coração, embora ele nos prega cada peça!
Importa as boas lembranças.
Uma bela tarde. Bjs. Edna.

Sotnas disse...

Olá Néia, desejo que tudo esteja bem contigo!
Sábias palavras de alguém que, teve experimentos de vida que sequer imaginava, eu também penso assim, e por isso na maior parte do tempo deixo a criança que sempre trago comigo decidir certas coisas, são decisões aos olhos de alguns irresponsáveis, porém com enorme dose de verdade e boa intenção, e não com segundas e ocultas intenções!
Sempre belos textos e imagens postados por aqui, neste teu belo cantinho de lindas palavras, parabéns Neia, pelo espaço!
Agradecido pelas visitas e comentários desejo a você e todos ao redor intensa felicidade, grande abraço e até mais!

Mônica disse...

Neia
O coração de mãe sabe dar o recado direitinho em todas a fases de nossa vida.
envie seu endereço para lhe enviar uma lembrncinha dos 80 anos de mamae

com carinho MOnica

Maria Luiza disse...

Néia é a tecla que eu sempre bato: seguir o coração é tudo na vida. ele nos leva a seguir certo, nos leva parao bem. amei seu discurso! Parabéns! Bjbjbj!!!

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Néia querida,

Meu coração viveu plenamente todas as fases no modo que ele deveria viver.
Amou, sofreu, sorriu, chorou....e quando a razão tentava chegar, não adiantava....ele sempre falava mais alto.
Mas hoje não me arrependo, pois agora mais maduro ele está mais sábio e tudo que escuto dele é a palavra AMOR.

Um grande beijo em seu coração!!!

Denise Portes disse...

Néia,
É tão bom perceber que tem muitos olhares ouvindo a voz do coração. Suas palavras são doces e a voz do seu coração é bonita.
Um beijo
Denise

Adelaide Araçai disse...

Sábias palavrasde sua mãe. Mas acredito que na infância e adolescencia a gente é muito intenso, somos apenas vozes, barulhentos, por isso não escutamos tão bem. Já na maturidade somos mais ouvidos, silenciosos aí sim ele se faz ouvir.
Muita luz e paz
Abraços

Carla Farinazzi disse...

Oi Néia,

Eu sempre digo que a paixão é o sentimento que eu mais gosto, mais amo tê-lo colado a mim. Sem paixão, para mim, não se vive. Eu não vivo. Estar apaixonado, por mais que doa, rasgue, arrebente, para mim, é condição de vida.

Beijos, já estou indo ao Delírio da Bruxa!

Carla

Tetê disse...

Oi Néia! Quando se é jovem, tem horas difíceis de dar ouvidos ao coração... muitas vezes a gente até sabe que ele tem razão, mas a gente prefere tentar do nosso jeito... Na maturidade é mais fácil ouvir e atender aos apelos do coração. Obrigada pela visita ao Livre Pensamento! Bjks Tetê

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Néia
Meu coração sempre foi um péssimo conselheiro, mesmo assim ainda continuo seguindo seus conselhos, pois quando ajo com o coração, nunca me arrependo.
Bjux

Evanir disse...

Querida Amiga..
Eu lamento até hoje toda vez que deixei de ouvir minha mãe.
Certa ou erada ele sempre teve razão.
Paixão é um sentimento bem diferente do Amor.
Uma linda noite beijos meus ,,Evanir..

Maria Célia disse...

Olá Néia, tudo bem?
Agradeço suas palavras de carinho sobre minhas bodas de prata.
Sua mãe era sábia, no entanto, inúmeras vezes não podemos dar ouvidos ao coração e sim à razão, ainda que contrariados.
Bjos

Pai do Coração disse...

Lindo!

Rô... disse...

oi querida,

meu coração é meu melhor
amigo e meu maior conselheiro...
adoro ouvi-lo e seguir
seus conselhos...

e mãe nunca erra,
impressionante...

beijinhos

jose vitor lemes disse...

O coração é um grande companheiro, mesmo nas fases em que não se faz ouvir, sejamos nós meninos, depois crescemos, chega-se a idade da experiência; novamente ele começa a ficar calado, porém passamos a ouvi-lo com mais atenção.
abraços

Vivian disse...

Bom dia,Néia!!

Sábio conselho de sua mãe!! Sempre ouço o meu coração,é o único jeito para viver bem e feliz!!
Texto lindo!Cheio de ternura!!
Beijos pra ti!
*Desculpe a demora em vir agradecer pela visita no blog novo! Obrigada!

martinha disse...

Bom dia Neia tudo bem? O coração sem dúvida é o melhor aminho a seguir... pois que costuma ouvi-lo certamente encontrará o caminho da paz interior. Beijo e té+

Socorro Melo disse...

Oi, Néia!

Na infância, também achava que o meu coração era mudo, pois, eu não conseguia escutar a sua voz, como diziam, kkk
Mas, concordo plenamente com você: a maturidade nos faz ouvir nitidamente essa voz doce que nos exorta e nos direciona para a felicidade.

Um grande abraço
Socorro Melo

Mônica disse...

Neia passei pra ler e ouvir a voz do coração
com carinho Monica

Mônica Bif disse...

OI NEIA, SAUDADES.... LINDOOOOO E MARAVILHOSO TEXTO, NÃO PODIA DEIXAR DE PASSAR AQUI E COMENTAR... Perdoe-me as ausências, só queria dizer que teus textos me emocionam muitas vezes e também me inspiram... Agente cresce e realmente como vc disse, o coração fala ao pé do ouvido, mas nem sempre agente dá ouvidos a ele... sinceramente, sou meio "ressabiada" com o coração, Rsss, ele se engana as vezes, e isso me preocupa.... por isso tenho fama de racional demais as vezes, mas é que na vida nem tudo são flores e emoções.... tudo é uma questão de equilíbrio e sabedoria... Não dá pra fazer tudo que o coração diz... Rsss. É o que eu acho... Bjusss, tudo de bom pra vc!!!!

Tia Anica de Loulé disse...

Lindo seu texto. E é bom sim...ouvir a voz do coração. Mesmo que por vezes ele nos engane. Mas...mesmo que isso aconteça é sempre bom ouvi-lo!!! De outro modo nunca haveria felicidade...

Jorge

Andréia Borba disse...

Néia, querida, que texto doce! Tão lindo...
Sabe, querida, eu acredito piamente que seríamos bem mais felizes se ouvíssemos mais vezes o que nosso sábio coração tem a nos dizer. Pena que, por vezes, nos façamos de surdos... Saudades do seu cantinho...Perdoe-me pela ausência. Não é falta de interesse...é a correria que anda enlouquecedora...Mas se vc me esperar, em breve estarei de volta... Bjs enormes! Déia