31 de out de 2011

Gente

    Fiquei o restante da tarde de domingo com os fragmentos de uma conversa impregnados no meu pensamento. Um papo que tive com uma pessoa querida que, embora distante, está próxima o bastante para me fazer sentir segura nos momentos mais difíceis. Falamos sobre vários assuntos que permeiam nosso dia a dia e do quanto a minha realidade interiorana é diferente da que ela vive numa capital, em sua opinião, o melhor e o mais lindo lugar do Brasil. Também entramos em um consenso ao achar que o habitat faz o caráter e influencia na personalidade de cada um, afinal, em grandes centros urbanos a diversidade de pessoas, seus usos, costumes e uma cultura onde as mentes são abertas a todo tipo de comportamento, todo ato é mais fácil de ser aceito, salvo raras exceções. Já nas cidades pequenas, vive-se em torno do pensamento que todos fazem parte de uma comunidade, o “bem comum” é o objetivo maior e qualquer atitude estranha irá ferir a sociedade.
    Ousamos por um momento, sem nenhum constrangimento, trocar opiniões sobre as qualidades uma da outra, afinal por maior que seja a distinção do nosso jeito de viver, temos muitas coisas boas em comum. A partir de então, deixamos a emoção fluir e as lágrimas rolarem e concluímos que apesar dos defeitos, o melhor que há em nós é o que importa e também temos o suficiente para que a nossa amizade se mantenha viva e firme: verdade, respeito e atenção sem medida.
    Ao final da conversa combinamos ou quem sabe fizemos um pacto do bem, que a alegria - sua marca registrada - estará sempre me sustentando e me pondo para cima em qualquer situação. E eu desejei, com a minha simplicidade, ser a tranquilidade que ela precisa e merece ter em todos os momentos da vida.
    Assim, esse texto que, inicialmente, era para falar sobre gente, pois foi a ideia que a nossa conversa gerou, acabou saindo dessa forma, uma sincera declaração que toda amiga gostaria de ouvir e que à alma faz tão bem. Então para não fugir do assunto proposto quero apenas dizer que embora existam inúmeros tipos de pessoas, gente que é do bem traz lá das entranhas o melhor de si e se o que surgir à tona for uma dor, faz dela uma rosa amarela para deixar o outro, incondicionalmente, feliz!

(Esse texto faz parte do projeto "Dois Olhares" de Néia Lambert e Denise Portes O Delírio da Bruxa)


Direitos Reservados

31 comentários:

Bloguinho da Zizi disse...

Olá Néia, bom dia!
Com licença! Vim te conhecer "virtualmente".
Já conheço um tantinho de vc lá do Delírio da Bruxa e hoje resolvi chegar e saber um pouquinho mais.
Gratidão

Denise Portes disse...

Néia,
Eu daria a você um buquê de rosas amarelas para consagrar esse nosso encontro que me trás tanta alegria. Neste mundo virtual, onde as almas se aproximam nós estamos brindando esse encontro na segunda- feira com textos que nos mostram que com “Dois Olhares”, podemos também encontrar amigos maravilhosos. Gosto muito de você.
Um beijo, com carinho
Denise

ღα૨gѳђ ખ૯૨ท૯૮ઝܟ disse...

Existem coisas que são tão claras que não as percebemos.
Certa vez um homem ignorante saiu com uma tocha na mão procurando fogo.
Se ele soubesse o que era o fogo teria cozinhado seu arroz bem mais cedo.

Confúcio


(...a amizade sempre nos reaproxima)

Beijos

martinha disse...

Bom dia Neia tudo bem? Suas postagens continuam lindas.... beijo, boa semana e feriado:-)

Suzy Rhoden disse...

Néia, seu texto é lindo e sincero!
Amizades verdadeiras são assim, encontram (ou nos ajudam a encontrar) facilmente a rosa que há por trás do espinho... Tenho uma amiga assim, que vive atualmente muito distante de mim, em terras estrangeiras, mas que não deixa de estar presente em todos os meus dias, num compartilhar de verdades que está além das fronteiras físicas entre nós. E essa amizade me faz tão bem!

Um beijo, com o desejo de linda semana pra você - e sua querida amiga!

Mery disse...

Olá,Néia.
Minha primeira visitinha aqui e já sigo você.
Gostei do texto*: Gente*...é bonito, porque fala de encontro*, de troca de olhares e emoções que passamos aos amigos; até virtualmente, é algo incrível, temos afinidades com seguidores que acabam fazendo parte da nossa vida.
Beijão pra ti, já morei no Paraná, em Foz do Iguaçu, adoro ir lá, as Cataratas* é o meu passeio preferido, me sinto perto de Deus.
A natureza aí,nesse Estado ainda se conserva, o ar não é tão poluído como aqui no Rio de Janeiro. Respira-se bem!
ótima semana pra ti, se der me visita, tá.
Mery*

Misturação - Ana Karla disse...

Li em um único fôlego, Néia.
O texto é lindo e fez-me pensar que há"gente" que faz toda a diferença partindo do respeito.
Xerosssssss

Vanessa_Oliveira disse...

Sinceridade e doçura ... mistura perfeita Néia.
Que essa parceria na amizade e na poesia dure sempre.
Nós agradecemos.
Um fim de outubro doce p vc.
Bjim***

Carla Ceres disse...

Oi, Néia! Já morei numa cidadezinha mínima e agora vivo num lugar trezentas e tantas vezes maior. Acredito que hábitos e costumes podem mudar de acordo com o local, mas a essência humana permanece inalterada. Beijos!

ValeriaC disse...

Oi Néia, adoráveis seus pensamentos minha querida...é sempre maravilhoso quando a amizade verdadeira acontece, não é mesmo?
Boa semana amiga...beijinhos
Valéria

Valéria disse...

Oi Néia!
Que lindo, me emocionou!
Um pacto destes celebrado com poesia é uma grande prova de que a amizade é o maior dos tesouros. Você não fugiu do tema, afinal a amizade é construida entre gente que é gente!
Beijinhos e uma excelente semana!

Clau disse...

Eu adorei!
Gosto muito de ler sobre esse sentimento tão sublime,que é a amizade...
Saiu tudo perfeito,em forma de poesia.
Bjs Néia.
Ótima semana.Bom feriado.
:)

Vera Lúcia disse...

Olá Néia,
Este pacto "do bem", como você disse, é aquele fruto de uma amizade verdadeira e que resulta do reencontro de almas irmãs.
Muito lindo! O texto é adorável.
Beijos.

Célia Gil, narciso silvestre disse...

Adoro a maneira solta como escreve! Prende-nos da primeira à última linha! Bjs

。♥ Smareis ♥。 disse...

Néia lindo seu texto. A amizade verdadeira é um grande tesouro. Beijos e ótima semana.

Daniele disse...

Então o vazio se preencheu com um amigo?
Que bom. Fico feliz!
Beijos pra ti.

Camila Monteiro disse...

Que lindo Néia... ler teus textos me dá uma paz enorme!
O que seria a vida sem amizade né?! Toda a sinceridade do teu texto é algo dificil de não notar...

Ahhh tá rolando um sorteio de Natal no blog! Participa lá! Beijão e boa sorte!http://migre.me/62aaj

✿ chica disse...

Muito lindo esse texto(sempre) e a alegria realmente não pode faltar.Lindo pacto!

Respondendo:

Não estou sumida, só um pouquinho, pois estive com o maridão em cirurgia.Estamos no 4º dia da recuperação por aqui, tudo andando bem. Esperamos que o "bichinho" tenha ficado no passado.beijos,obrigado,chica

Vivian disse...

Olá,Néia!!

A escrita é uma dádiva, principalmente quando se consegue exprimir de forma tão linda o que nos vai na alma!!A verdadeira amizade sustenta nossos dias, alegra, torna mais leve, contagia!(E inspira textos tão lindos quanto este!!).
E é bom demais encontrar gente do bem!Que vive com honra, verdade!!!As nobrezas do coração!!!
Beijos pra ti!!
Tudo de bom!!

Adelaide Araçai disse...

Sabe sou "Bicho do Paraná" nasci e vivi até a dolescencia no interior, mas tinha alma de exploradora, por isso aventurei-me até a Capital, hoje digo que amo o concreto das grandes cidades, mas sei que o que me faz uma amiga melhor é ter essa rosa amarela a oferecer sempre.
Abraços

Maria Célia disse...

Olá Néia
Texto bacana, realmente, são realidades distintas, cada uma com seu encanto, e mazelas.
Bjo e obrigada pelo comentário lá no bloguito.
Bjo

Sonhadora disse...

Minha querida

É inestimável essa amizade que sobressaiu deste texto, e quando há amizades assim é uma delicia.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Catequese/Igaratinga disse...

Oi querida. Obrigada pela visita. Bjos e fique com Deus.

Mônica Bif disse...

Oi Néia querida!!! Bahh, lindo o seu texto, sei bem o que é esse tipo de amizade meio que a distância, o quanto isso nos faz bem neh? A troca de ideias, vivências, experiências, conhecimento, sentimentos... Muito bom mesmo! Bom, eu sou meio suspeita de falar sobre esse assunto, já que sou uma que amoooo lidar com gente, Rsss, como diria Paulo Freire: "Se não posso, de um lado, estimular os sonhos impossíveis, não devo, de outro, negar a quem sonha o direito de sonhar. Lido com gente e não com coisas". Rss. Bju Flor, obrigada pela sua presença lá no meu cantinho, amo seus comentários, enriquecem muito aquele espaço.

Mariazita disse...

Olá, Néia
É certo que há uma enorme diversidade entre as pessoas, até mesmo entre as que conhecemos, que são uma gota de água no universo mundial... :)
Mas as diferenças, muitas vezes, são precisamente o que aproxima as pessoas (os polos atraem-se...) e leva a que se gere uma grande amizade - vc me alegra, eu lhe ou consolo quando está triste - e isso dá mais colorido e beleza à vida.

Um feliz "Dia de Todos os Santos". Beijinhos

Meri Pellens disse...

Verdade, no interior qualquer atitude diferente do comportamento comum, gera comentários. A gente perde um pouco a liberdade de ser. Isso, porém se formos pessoas preocupadas demais com o que os outros falam ou pensam de nós.
Beijinho e muita paz, querida Néia.

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida
..."embora existam inúmeros tipos de pessoas, gente que é do bem traz lá das entranhas o melhor de si e se o que surgir à tona for uma dor, faz dela uma rosa amarela para deixar o outro, incondicionalmente, feliz!"
Isso é perfeito!!!
É assim que acontece mesmo...
Bjm de paz

Mara Melinni disse...

Néia...

(Voltei...)

Lindo texto, vc é uma pessoa especial.
Eu tava c/ saudade de vir aqui...

Bjos e fique c/ Deus! =*

Vivian disse...

Olá,Néia!!

Tenha uma ótima quinta querida!
Tudo de bom pra ti!
Beijos!!

Sotnas disse...

Olá Néia, desejo que tudo esteja bem contigo!

Sempre que por cá me instalo pra ler teus belos escritos sou sempre tomado do encantamento. E sinto uma ponta de esperança de que ainda existe gente com a verdadeira essência humana!
Parabéns pelo belo texto, e a tua sensibilidade nestas palavras impressas expressam teus sentimentos pensados, e melhor, essencialmente humanos, gente muito gente!
Portanto você não fugiu do assunto, apenas foi ao núcleo do assunto!
Penso que nos dias atuais algumas pessoas estão se tornando autômatos, agem de maneira muito programada, será que estão perdendo a humanidade?
É como disse a Denise, você merece umas dúzias de rosas amarelas, virtualmente falando, pois prefiro admirar estas belas flores em toda a imponência que a natureza lhe proporciona, no caule com os espinhos de guardiães.
Esta da imagem é linda também!
E eu agradecido por tuas visitas e comentários sempre tão gentis, e por compartilhar com os amigos belos sentimentos escritos, desejo que você e todos ao teu redor tenham um intenso e feliz viver, grande abraço e até mais!

Reinaldo Fonseca - Pascom Paroquial disse...

Olá! Seu blog é uma benção!
Hoje dia 03 o NOSSO BLOG completa seu 1º aniversário, e vc é uma pessoa que muito contribuiu e colaborou, com seus comentários e visitas, neste nosso 01 ano de existência. Obrigado! Grande abraço na Paz e no Amor de Cristo,

Reinaldo e equipe da Pascom.