26 de jan de 2012

Em meio às Estrelas


      Costumo dizer que sou altamente privilegiada, pois vivo entre astros e estrelas, não pense que ando com a cabeça no mundo da lua, o que posso fazer se ao sair do meu portão já me acho em plena Estrela Dalva? À noitinha, voltando os olhos para o céu, vejo-a grandiosa, ela que dá nome à minha rua perde em brilho somente para a Lua. Na verdade, trata-se do planeta Vênus, perfeitamente visualizado a olho nu, como é iluminado quase totalmente pelo Sol, faz-se ver melhor ao fim do entardecer e um pouco antes do alvorecer. Dois momentos que a natureza me encanta pela beleza, o fim do dia é mágico, quando o Sol vai lentamente derrubando as pálpebras para descansar deixando a Lua tomar o seu lugar. O amanhecer é êxtase total, o cheiro da terra úmida pelo orvalho da madrugada traz vigor ao dia que está a começar.
     Pois então vou falar um pouco mais dessa cidade onde há algum tempo tenho vivido, em qualquer canto ela me lembra o universo, não pelo tamanho, tão pequena que sequer poderia ser comparada ao menor grão de poeira cósmica, mas pelo nome das ruas, todas relacionadas aos planetas e constelações. Quem as denominou foi muito feliz, em qualquer lugar desse pequeno pedaço do mundo é possível escutar o silêncio e sentir uma força inexplicável que vem do alto.
     Ninguém imagina que na minha caminhada matinal faço um verdadeiro tour sideral, ando calmamente pela Av. Centauro - constelação celestial sul - também me vejo na Estrela Cadente, sigo em frente pela Três Marias e chego até Netuno, Saturno, Marte, Lira, Andrômeda...vou longe, viajo entre Cometa e Órion.
E caso eu queira dar uma volta em torno da cidade vou pela Av. Carena que a circunda por completo, nunca antes tinha ouvido esse nome, a curiosidade me fez saber que sua origem vem da palavra latina Carinae, denominação da mais bela constelação austral, só podia ser! O melhor disso é ter a certeza de que não irei um dia acordar e achar que tudo foi um sonho, afinal vou para todo lado com os pés bem firmes no chão.
     Outro detalhe interessante, aqui a imaginação não tem limite, é possível caminhar até em torno do Sol. Imagine se o astro rei seria esquecido, com a forma circular a praça central o representa muito bem. Meticulosamente planejada dela partem diversas ruas que lembram os raios solares brilhando forte.
     Como não poderia deixar de ser, o nome desse lugar tão inspirador também é muito apropriado, traz à mente a imagem de um recanto iluminado, estou falando da minha tão querida “Quinta do Sol”.

(Não poderia deixar de incluir o texto acima no projeto "Orgulhosa Simplicidade", essa a razão de estar postando-o novamente).

25 comentários:

Vivian disse...

Bom dia,Néia!!

Você tem falado tão bem de sua cidade que despertou minha curiosidade!!!Imagino-a bem situada entre montanhas, com vastos campos e lagos, com casas simples de aspecto aconhegante e convidativo.Mas ruas com nomes de constelações e planetas..ah!!!É adorável!!!!Nunca vi nada parecido(por aqui tem uns nomes bem estranhos e engraçados...moro perto do "sovaco da cobra"!!!Já imaginou?!rsrsrsr
Com certeza não é nada poético!!rsrsr Claro não é tão ruin, já que o resto das ruas tem nomes de flores!Inclusive a minha!Ufa!rsrsr
Descreveste o seu passeio com a doce sensibilidade da poesia!!
E o quadro que se formou em minha mente é BELÍSSIMO!!!!Um encanto de texto!!!Beijos querida!!!!

Vivian disse...

Nossa,Néia!!!
Voltei!Como ontem, estamos em sintonia!!!rsrsr
Deixei um comentário aqui e você lá no meu blog!!!
Beijos querida!!!

Maria Célia disse...

Oi Néia
Muito lindo seu texto. Se minha cidade tivesse nomes de ruas tão inspiradores e bonitos, com certeza seria muito mais agradável andar pelas ruas.
Aqui são nomes de pessoas que fizeram parte da história da cidade, alguns nunca ouvimos falar, nem sabemos quem foram, a maioria falecidos.
Simplesmente um encanto sua descrição.
Bjo e bom dia.

Caminhando com Jesus disse...

Que texto maravilhoso! Enquanto eu lia viajei por lugares fantásticos. Parabéns Néia pela criatividade.
Obrigada pela visita em meu blog.
Tenha um bom dia cheio de Paz e muita luz!

Bjos!
Ivani Alves

Cucla disse...

Oi querida, adorei o seu blog....Venho até vc por intermédio do gostosurassemtravessuras.blogspot.com.br, que é de minha mãe que faleceu o ano passado, como ela adorava demais suas amigas virtuais, tenho mantido esse canhtinho para lembrarmos dela...

Que delicia de poesia, que delicia de sensibilidade...Amar e despertar o amor por aquilo que já amamos é m dom divino, já me apaixonei pela "Quinta do Sol".

Célia Gil, narciso silvestre disse...

Que linda deve ser a sua cidade, uma delícia! Bjs

Rô... disse...

oi Néia,

viajei com você pelas estrelas,
e quanta vontade me deu de chegar aí
rapidinho e curtir o astro rei que
tanto amo de paixão,
e todos os raios que saem dele e se
prolongam pelas ruas...
linda poesia...

beijinhos

Sotnas disse...

Olá Néia, desejo que tudo permaneça bem contigo, sempre!

Como escreveu ao final da postagem, sobre a repetição dela, eu também já havia lido este teu texto, o que me deixou com imensa vontade de conhecer esta pequena e pacata cidade em que você com imenso privilégio reside, e quem sabe um dia eu faça uma visita a este pequeno pedaço de paraíso. Pois é estou sem o PC que está no conserto. Assim como o trabalho me toma quase todo o tempo fico ansioso esperando o PC voltar para retornar com as visitas e comentários aos inesquecíveis amigos todos, dentre eles você, obrigado pelas visitas e comentários. Gostei deveras de reler esta postagem, e assim deixo meu desejo que você e todos ao redor tenham um intenso e feliz viver, abraços e até mais

BIA disse...

Oi Néia!!!

Uma viagem este texto... seu dom com as palavras é mesmo uma dádiva!!! Adoro tudo o que tu escreve seja no teu blog ou nos teus comentários. Amei o que tu falou sobre o girasol. Então no dia 13/06 é dia de festa!!! Não sabia que era em junho teu níver... eu já tinha te feito esta pergunta no ano passado mas tu não tinha respondido... o meu é dia 02/08.
Tenha um bom dia!!!
Bjs
Bia :)

Mônica disse...

Neia
Adorei saber que em sua cidade as ruas tem estes nomes.
com amizade Monica

José María Souza Costa disse...

Néia, muito interessante esse seu encantamento, esse seu deslumbro. Fzes, uma narrativa encantadora, deslumbrante. Amei, de verdade.
Ah, estava esquecendo, quero agradecer por ter comentado no meu blogue,sem voce aquele espaço perde o significado. Estamos gratos.
Abraços e felicidades, sempre

✿ chica disse...

Que lindo,Néia! E adoro olhar pro céu, tanto a ver! beijos praianos,chica

Socorro Melo disse...

Neia, boa tarde!

Já conhecia essa crônica, mas adorei ler novamente. Desde a primeira vez que a li, que sempre lembro da sua cidade, quando olho pro ceu estralado. Havia esquecido só um detalhe: o nome da cidade (Quinta do Sol), kkk Mas, acho fantástico tudo que você descreveu. Sou fascinada pelo Universo, e queria ter o prazer de circular por entre as galáxias, como você. Quem idealizou foi genial.

Um grande abraço
Paz e Bem!
Socorro Melo

Linda Simões disse...

Néia,

Bom vir aqui e caminhar entre cores, estrelas... E o sol!´Sim ,podemos quando olhamos,imaginamos,sentimos. Saber "olhar" é o mais importante.

Um grande beijinho,

Linda Simões

Elcio Tuiribepi disse...

Hummm...sabia que já tinho lido esse texto aqui...simplicidade é algo que não tem preço, porém, tem um valor imenso...rsrs...
Nomes de bairros são engraçados...aqui temos um local chic onde são realizados alguns eventos importantes da cidade, no entanto se localiza numa rua muito simples e de nome muito feio...Grota do Urubu...rs...nas placas de sinalização do Quintal das Estrelas( nome do local especialmente construido para grandes eventos)não se fala do nome da rua...apenas vai indicando assim: vire na segunda a esquerda...ande mais cem metros...vire na rua da direita...mas em momento algum fala o nome da rua...rsrs
Um abraço na alma...bjo

Vivian disse...

Bom dia,Néia!!!

*Depois de uma luta ferrenha que travei com a net, consegui postar e comentar...rsrsr
Estou usando dois navegadores ao mesmo tempo...porque um abre uma coisa e o outro abre outra...rsrs
Tenha um maravilhoso final de semana!!!!Beijos!Tudo de bom!!!

**Obrigada por satisfazer minha curiosidade!!!Temos sim que encontrar beleza onde moramos, valorizar, é ser grata,né?!!E sim...depende do olhar!!Que bom que tens este olhar!!!!!

Tetê disse...

Poucos têm esse privilégio de andar pelo universo sem tirar os pés do chão! Bjks e bom final de semana! Tetê - Livre Pensamento

Suzy Rhoden disse...

Néia,

Eu já sei que o segredo de tanta beleza em Quinta do Sol está em teu olhar poético e sensível a toda forma de vida... Mas você recebeu uma ajudinha especial do idealizador dessa cidade, com ruas com nomes de estrelas, e uma praça em formato circular dedicada ao astro rei! Realmente, sua cidade deve ser um encanto... e não está faltando gente interessada em conhecê-la, graças ao seu marketing inteligente e criativo: os textos lindos que você produz, como parte de sua 'Orgulhosa Simplicidade'. Não se surpreenda se em minhas futuras férias eu aparecer por aí... rsrsrsrs

Como sempre, um encanto de texto!

Breno S. Amorim disse...

Olá Néia,

Achei teu blog através de outro que eu já sigo. Gostei do teu espaço. Passo a seguir!

escrita-fina.blogspot.com


Até mais!

BLOG DE POESIAS DO PROFEX disse...

Passeei junto pelo caminho dos astros da sua cidade...
Grande abraço!

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Olá, Néia. Agradeço sua visita, espero que volte sempre. Fiquei imaginando o lindo visual descrito por você, é um privilégio mesmo. Eu também moro de frente pra uma montanha de onde a lua surge todos os dias. beijos e bom dia.

Maíra Cunha disse...

Gostei muito do blog e estou seguindo!
Ficaria grata com sua visita e siga se gostar:
http://fazdecontatxt.blogspot.com

Sonhadora disse...

Minha querida

Uma viagem maravilhosa que fiz neste texto...quase que se sentem as cores e os cheiros.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Ivana Maria disse...

Oi Néia, que cidade é essa hein? Embora a minha cidade, Natal, RN não tenha mais essa paz com a natureza com a tua, encontrei um cantinho que também é um paraíso para morar, fica de frente para uma mata onde a natureza reina absoluta e nos presenteia com tudo o de belo que os asfaltos, carros e a modernidade das outras ruas substituíram por aí. Espero te reencontrar em meu Blog, escrevi algo sobre o qual eu gostaria de ler a serenidade dos seus comentários por lá. Um beijão.

Vera Lúcia disse...

Olá Néia,

Pela descrição, você mora no paraíso.
Creio que sua sensibilidade , aliada à sua maneira de enxergar sua cidade é que a torna tão bela.

Fiquei encantada com a beleza da crônica.

Beijos.