8 de mai de 2012

Publicamente fútil!

Convenhamos,
nunca os limites entre a vida pública e privada
andaram tão frágeis!
A era das redes sociais será, no futuro, lembrada
como o tempo da interatividade compulsiva,
quando as pessoas se expunham intensamente
e revelavam, publicamente,
as suas maiores futilidades!

(Quero lembrar que tenho perfil em todas as redes sociais, apenas não me agrada a exposição excessiva e as banalidades publicadas).



  Direitos Reservados

16 comentários:

Camila Monteiro disse...

Será que um dia isso vai passar?!
Confesso que curto redes sociais, vivo na net, mas não me esponho tanto!
Só penso que cada dia a individualidade está mesmo mais exposta, mas nao vejo fim pra isso!

Beijos!

✿ chica disse...

Tomara passe!!beijos,tudo de bom,chica

Arnoldo Pimentel disse...

Progresso que se inventa.Beijos.

Vera Lúcia disse...

Bom dia, Néia,

Ontem mesmo li uma crônica sobre esta sua abordagem.

Não vejo nada saudável nesta exposição exagerada. Considerando
que é um campo sem lei, ainda acho temerária a interatividade sem escrúpulos e que nada acrescenta.

Beijo.

Carla Ceres disse...

O interessante é que as pessoas vão ciscando informaçõezinhas sobre a gente e, no fim, pensam que nos conhecem, Néia. Beijos!

BIA disse...

Olá Néia!!!

Verdade!!! É estranho como pessoas expõe em demasia vida íntima e futilidades em geral... algumas coisas são inacreditáveis.
Tenha uma boa tarde!!!
Bjs :)

Valéria disse...

Oi Néia!
Isto é um tanto assustador, não?
Acho que nas redes sociais por mais que nos policiemos vamos os expondo pouco a pouco, para mim, para você que estamos nos conhecendo amigavelmente tudo bem, mas para quem olha tudo com um olhar de maldade? Aí que mora o perigo. No facebook por exemplo podemos direcionar para quem queremos trocar informações,mas mesmo assim exstem os hackers. Vi não sei onde que nunca os bandidos tiveram tanta facilidade de faze perfil de vítimas como agora com as redes sociais. Faço parte, mas tenho medo. Ontem Betty Gaeta disse no blog dela, que nos blogs pensamos que estamos escrevendo só para nossos leitores, blogueiros habituais, mas o Google permite que cheguemos a lugares e pessoas inimagináveis e aí mora o perigo. Vamos ver onde isso tudo vai dar.rsss
Beijinhos e tudo de bom!

Clau disse...

Oi Néia,boa tarde :)
Quando usada com moderação,(sem aquela exposição excessiva),as redes sociais são até úteis.
Porém,a maioria do povão,gosta mesmo é de alardear e contar tudo o que fazem nos mínimos detalhes...
não sei se agem assim por carência,exibicionismo ou querem se sentir populares.
Gostei da imagem,tem tudo a ver com seu inteligente texto.
Bjs!

Maria Célia disse...

Oi Néia
Muito obrigada pelas palavras amáveis deixadas no bloguinho.
Confesso também que adoro as redes sociais, mas não me exponho tanto, e concordo com você, existem pessoas muito sem noção, dá gastura.
Beijo e boa tarde.

Raul Campani disse...

Olá Néia,
Também concordo com você, muitas pessoas adoram se expor e saber da vida alheia através das redes sociais.
E em vez de aproveitarem o que há de bom nas redes, para se atualizarem, receberem e compartilharem informações culturais, políticas, etc., ficam publicando futilidades de tudo que é tipo, até esculhambar o que no início era uma coisa interessante e isso me parece que é uma coisa muito aqui do brasileiro, infelizmente.
Um abraço,
Raul

Evanir disse...

Uma mãe é uma pessoa que ao ver que só ficam quatro bocados de torta de chocolate tendo cinco pessoas,
é a primeira em dizer que nunca gostou de chocolate.
Às vezes, as palavras se perdem na expressão da palavra Mãe.
Nenhum dicionário definirá a magia do seu significado e,
em todos os idiomas, traduz o mesmo sentimento:
Ser mãe. No decorrer dessa semana só levarei mensagem do dia das mães.
A você mãezinha que viaja comigo meu eterno carinho e agradecimento.
Ser mãe é graça e benção por isso essa semana será só nossa.
Mães de todo esse mundo . Feliz dia das mães. Dia das mães é todos os Dias.

Célia Gil, narciso silvestre disse...

Subscrevo em absoluto! Uma preocupação atualíssima! Bjs

ValeriaC disse...

Perfeito minha querida, também participo de algumas redes sociais, mas acho fundamental termos muito cuidado com o que vamos expor lá. Infelizmente vemos futilidades e exageros desnecessários e convenhamos... o que cai na rede, ninguém consegue tirar.
Beijos amiga,
Valéria

pensandoemfamilia disse...

Olá
Será que passa?
Vivemos uma compulsão. Há todo um movimento de massificação; as pessoas estão perdendo a senso crítico e vão na onda.

obs. Tenho um convite no meu espaço. Passe por lá e confira se há intewresse.
bjs

Vivian disse...

Um pouco de discrição é sempre bem-vindo,né?!Tudo o que é exagerado não é bom...e beira ao fanatismo!
Bela reflexão!
*Tenho explicado muito isso para o meu filho...vive insistindo para fazer um face...não deixei.Tempo para tudo.

Elisa T. Campos disse...

Concordo com você
Beijos