13 de dez de 2012

Folhas ao vento




Somente na vulnerabilidade da doença quando a fragilidade vem acompanhada pela rude opressão da finitude, vemos então o quanto a vida imita, inevitavelmente, a natureza.
Enquanto folhas verdes a aparência é de pura energia, todos os movimentos dão vigor à vida. Uma vez secas, no chão, muitas jazem silenciosas e abatidas, já outras com a leveza do dever cumprido, sabiamente, voam livres ao sabor do vento.


Direitos Reservados

16 comentários:

Socorro Melo disse...

Olá, Neia!

Isso mesmo, amiga. Penso que o mais sábio é atingir a maturidade com e adquirir serenidade, para que possamos voar livremente como as folhas secas, ao sabor da sensação do dever cumprido, do ter vivido bem...

Grande abraço
Socorro Melo

✿ chica disse...

Linda e acertada ,profunda, reflexão!! beijos,chica

Camila Monteiro disse...

Uma maneira linda, como só vc sabe fazer, de descrever a morte com o mais sutil da vida que é a natureza!
Vc é ótima!

ᄊム尺goん disse...

que lindo isso.

Guimarães Rosa dizia:

As coisas mudam no devagar depressa dos tempos.


Beijo

Wanderley Elian Lima disse...

Lindo, lindo Neia. A vida sempre imita a natureza.
Abraço

Clau disse...

Oi Néia \o/
É isso mesmo...vc resumiu em poucas palavras o que ocorre no final da vida.
Pra mim soa triste,mas é a realidade.
Bjs!

Denise Portes disse...

Néia,
A vida é frágil e nós, ai nós, sempre tentando acompanhar esse sentir.
Um beijo com carinho
Denise

Maria Célia disse...

Ei Néia
Muito bonita esta reflexão sobre a certeza da nossa finitude.
Beijo

BIA disse...

Olá Néia!!!
A analogia é bem verdadeira e faz todo sentido, na natureza encontramos muitas respostas sobre as questões humanas. A imagem é linda!!!
Bjs :)

Suzy Rhoden disse...

Linda reflexão! É preciso sabedoria para vivenciar esse processo do transformar-se de folhas verdes em folhas amareladas, que, com a certeza do dever cumprido, voam livres ao sabor do vento...

Beijo pra você, querida Néia!

Vivian Fernandes de Goes disse...

Bom dia,Néia!!

Lindo,minha querida!!
É a sabedoria da vida, nos dando lição de renovação.
Beijos e meu carinho!

ONG ALERTA disse...

Tudo muda o tempo todo....beijo Lisette.

Mônica disse...

Neia

Voce sempre com belas palavras tanto aqui como no meu cantinho
Obrigada por sua tençao
com amizade Monica

Sotnas disse...

Olá poetisa Néia, e que tudo permaneça bem contigo!

Grande sensibilidade e observação, mas, certamente sempre tem sido assim. Está estampada em todas as postagens neste teu belo espaço, toda a sensibilidade e percepção da vida que sempre expressou em teus escritos, parabéns por mais este, e a imagem, deveras expressiva também!

Obrigado por compartilhar, e também pela amizade, e as visitas sempre tão generosas. E agradecido desejo que tenha em teu viver a felicidade intensa, grande abraço, boas festas e até mais!

Misturação - Ana Karla disse...

Que lindo Neia!
Somos mesmo parecidos com a natureza.
Xeros mil

Gaivotadourada22 disse...

Poetisa...

Sinceramente amei te conhecer... O que escreves nos deixa com a alma leve e esperançosa de um dia sermos como as folhas que voam ao vento...
Um grande abraço!