20 de dez de 2014






         Já quero desejar a todos que por aqui passarem um Natal maravilhoso, vivenciado no seu sentido maior que é o da paz, da solidariedade e da fé. Que a imagem deste post (do meu álbum "Sutilezas da Natureza") demonstre toda a leveza que se deve ter para que cada dia do próximo ano possa ser vivido plenamente, com mais calma nas atitudes, suavidade nas palavras e que o todo olhar seja para além de nós mesmos. 







Direitos Reservados

12 de dez de 2014

O que pensar?


         Em um tempo onde a informação, a cultura e toda forma de desenvolvimento da capacidade de pensar estão o alcance das mãos, entristeço-me em ver pessoas que sequer sabem conversar. Mesmo em meio a um grupo de amigos, o olhar fixo no aparelho de celular, seja nas redes sociais ou nos joguinhos viciantes, impede qualquer forma de comunicação. No entanto, fico a matutar: seria esse o jeito de não demonstrar uma falta de conhecimento e um total emburrecimento em termos de assuntos da realidade?




Direitos Reservados

3 de dez de 2014

Liberdade


Bem-te-vi feliz com a chuva abençoada caindo por aqui,
eu ainda mais contente em vê-lo lindo, leve e solto
como todos os pássaros deveriam estar.



Direitos Reservados

27 de nov de 2014

Gratidão




Quando alcançamos uma graça, há muito pedida a Deus,
uma sensação de imensidão invade a alma
e palavras são praticamente impossíveis
para expressar todo o nosso agradecer.



Direitos Reservados

17 de nov de 2014

Pairando o olhar


Vez ou outra pairo o olhar sobre a imagem de um vale,
hábito que acalma e enche a minha alma de paz.
Não sei se é a quietude da paisagem
ou o verde pleno de beleza por toda parte
que me faz,  inevitavelmente, suspirar.




Direitos Reservados

8 de nov de 2014

Renovação


Numa lentidão proposital, em um quase ritual,
irei cortar as pontas mortas das roseiras.
Aguardarei, com plena atenção,
os brotos impetuosos, as cores delicadas
e os odores calmantes  da alma.




Direitos Reservados

30 de out de 2014


Aromas evocativos deixaram a minha manhã cheia de saudade.
Resta-me agradecer, boas recordações de pessoas, épocas ou situações
são verdadeiros presentes de Deus.





Direitos Reservados

21 de out de 2014

Amor


    Numa semana crucial na política brasileira e consciente da importância do voto, ainda assim prefiro falar de outro assunto, afinal desde o início desse blog jamais toquei nesse tema exaustivo e, no momento, tão irritante.

      Dessa forma, sem perder o senso da realidade, quero lembrar o amor e todos os seus coadjuvantes que, sem nenhum segredo, preenchem os momentos vazios com afetos, pessoas e atitudes, livrando  a alma da letargia da solidão.





Direitos Reservados

13 de out de 2014

Natureza


O silêncio e o vívido verde da natureza
trazem, inevitavelmente, 
uma tênue sensação de paz.





Direitos Reservados

5 de out de 2014

Visita de domingo


Neste domingo ensolarado a bela visita, pacientemente, aguardou o click.




Direitos Reservados

3 de out de 2014

Gentileza


Admiro pequenos e imprevisíveis gestos de gentileza,
simples, porém capazes de tornar o dia de qualquer pessoa
bem mais significativo.



Direitos Reservados

26 de set de 2014

De novo, a chuva!


Em dia de chuva ininterrupta 
até beija-flor tem preguiça de voar.




Direitos Reservados

20 de set de 2014

Chuva no telhado


São muitas as teorias que tentam tornar as coisas compreensíveis,
porém nada explica a profunda serenidade
ocasionada pela chuva mansa no telhado.



Direitos Reservados

12 de set de 2014

"A lavanda como caminho"



  Um muito obrigada à querida amiga Claudia do blog http://claudiaroma.blogspot.com que me enviou essa preciosidade de livro de sua autoria. Um pequeno trecho para que tenham ideia do maravilhoso conteúdo:
        "Vivemos um tempo em que estados de ansiedade, medos e depressão estão presentes no dia a dia. O óleo de lavanda, entre outras coisas, possui propriedades calmantes, sedativas e analgésicas. É considerado, dentro da Aromaterapia, o coringa dos óleos essenciais. Além disso, é o número um no combate ao estresse e às tensões nervosas.
       Junto a exercícios respiratórios, orações de aquietamento e textos iluminadores, o livro A lavanda como caminho pretende nos tornar mais tranquilos, para podermos olhar dentro de nós mesmos e enxergar que existe um jardim acolhedor que necessita de tempo e dedicação para que a semente possa germinar e florescer."
         Amei o presente Claudia, tenha certeza, será muito útil. Beijos.
       
    






Direitos Reservados

9 de set de 2014


Na varanda a encantadora mandevilla
antecipa ares de primavera.




Direitos Reservados

3 de set de 2014

Silêncio que faz bem



Admito, sou interiorana nata,
cada dia amo mais a quietude quase irreal que me rodeia,
interrompida apenas pelo
canto dos pássaros no meu quintal.





Direitos Reservados

26 de ago de 2014


Para não esquecer:
dar um tom leve à voz
toda vez que a ira tomar conta do ser
pode salvar amizades, amores, vidas.



Direitos Reservados

22 de ago de 2014

Inverno ou verão?


Ansiosa pela primavera,
clico a natureza nesta tarde de inverno com ar de verão.
A inconstância do clima confunde as estações.



Direitos Reservados

18 de ago de 2014

Boa semana!


Que a semana corra como a água da fonte,
tranquila, serena e a paz, igualmente,
aconteça ininterruptamente.




Direitos Reservados

12 de ago de 2014

Caixa Postal



     Houve um tempo em que as mensagens eram escritas à mão, do cabeçalho até o final corriam minutos suficientes para pensar e repensar no que seria dito. Após o término da missiva, seguia-se o ritual de dobrar cuidadosamente a folha, colocá-la no envelope devidamente endereçado. Esse processo, às vezes demorado, era mais uma oportunidade de refletir nas palavras grafadas à caneta. 
     Por fim, seguia-se até os Correios, o trajeto era mais um instante para decidir entre enviar ou não a carta.  Depois de colocado o selo postal, a batida do carimbo era a sentença final, não se podia mais voltar atrás.
     Hoje, no ritmo das redes sociais, as palavras correm vertiginosamente, quando se diz algo, nem o pensamento é capaz de seguir a mesma velocidade.
     Quero entrar no túnel do tempo e viver, ao menos um momento, na época onde na caixa postal chegavam mensagens previamente rascunhadas, assim o risco de errar ou ferir era, infinitamente, menor.






Direitos Reservados

5 de ago de 2014

Doce melodia





Toda melodia em um tom de ternura
é oração, mesmo sem intenção
chega ao céu em forma de louvor.



Direitos Reservados

3 de ago de 2014

Paz!



A minha paisagem não é paradisíaca,
mas a paz que me rodeia é,
incomparavelmente, linda!



Direitos Reservados

30 de jul de 2014

Combinação perfeita!




No corpo: odores perfumados,
fragrâncias suaves,
brilho no olhar.
Na alma: cheiro de aconchego,
delicadeza no agir,
leveza no pensar.
Resultado: Querer sempre por perto!







Direitos Reservados

26 de jul de 2014

Geada



Nas manhãs frias do Sul a natureza avisa:
o espetáculo é gratuito,
mas somente para aqueles
que acordam bem cedinho.





Direitos Reservados

22 de jul de 2014

Campo minado


O senso de equilíbrio não tem dado conta do recado,
o ser humano parece mais um campo minado,
é preciso ter cuidado redobrado,
são tantos soterrados pelos stress.
E se, por um descuido qualquer,
uma opinião for contrariada,
algum desejo não realizado
e, na pior das hipóteses, um defeito revelado,
então não tem mais jeito...
BOOM! (E não é que em inglês o estrondo parece ainda mais impactante!).





Direitos Reservados

20 de jul de 2014

Rubem Alves






No amarelo dos ipês
o poeta
aqui ficou.

"Sei que não me resta muito tempo. Já é crepúsculo. Não tenho medo da morte. O que sinto, na verdade, é tristeza. O mundo é muito bonito! Gostaria de ficar por aqui… Escrever é o meu jeito de ficar por aqui. Cada texto é uma semente. Depois que eu for, elas ficarão. Quem sabe se transformarão em árvores! Torço para que sejam ipês-amarelos…" (Rubem Alves)




Direitos Reservados

17 de jul de 2014

Chuva



Na toada da cigarra
a chuva vem
e a vida passa.





Direitos Reservados

13 de jul de 2014

Domingo feliz!




Um belo domingo e já que os pensamentos, palavras e atitudes de hoje moldam o dia seguinte,a minha segunda-feira, inevitavelmente, será toda alegria.




Direitos Reservados

8 de jul de 2014

Louvor


     Sofre-se por tantas bobagens, chora-se por pequenas contrariedades e somente no momento em que uma doença grave, própria ou de alguém da família, ameaça de fato a vida, então se percebe que os dias podem ser mais bem vividos, agradecidos e isentos de lamentos.




Direitos Reservados

6 de jul de 2014

Alegria no olhar


Apesar da universalidade dos sentimentos,
ninguém ama da mesma forma e intensidade
ou odeia num grau parecido,
nem todos choram com facilidade ou riem por pouco motivo.
No entanto, entre um número razoável de pessoas
há uma afinidade conhecida:
Mesmo feridos pelos vieses da vida
ainda trazem nos olhos um vislumbre de alegria.





Direitos Reservados

1 de jul de 2014

Vida simples


E quem disse que na simplicidade a vida não pode ser interessante?
O segredo é não permitir que os dias sejam iguais,
nem que a vida leve a rotina rígida de um quartel.
Um olhar observador, um pensamento diferenciado
ou um arranjo de flores improvisado e pronto, 
as horas já não serão mais as mesmas.



Direitos Reservados

24 de jun de 2014

   


     Vários dias sem voz, agora com pouco ainda, por conta de uma laringite horrorosa silenciei embora não tenha ficado sem palavras. Algumas rolaram na mente sem achar o rumo da saída, outras procuraram abrigo no coração e com a ajuda da razão estão aguardando o momento certo para serem ditas ou esquecidas se o bom senso disser que é melhor assim.
    Esse tempo, sem sacrifício uma vez que não sou de jogar conversa ao vento, foi-me útil, falar de menos é sempre melhor, nunca se sabe o nível do stress, às vezes fatídico, de quem está nos ouvindo


Direitos Reservados

18 de jun de 2014

Delicadeza


    Delicadeza nas atitudes, muito mais que nas palavras, é o que anda faltando no mundo.



Direitos Reservados

9 de jun de 2014

Horizonte




      Vez ou outra comento aqui sobre a minha necessidade em olhar para bem longe, talvez isso aconteça pelo fato de ter nascido, vivido até então numa região de planície, apenas com uma ou outra elevação. Assim com os olhos alcançando quilômetros sinto uma noção de vastidão, liberdade, paz, é isso que o horizonte sempre me traz.




Direitos Reservados

1 de jun de 2014

Proteção


Em intervalos regulares elevo o pensamento
chamando, insistentemente, o meu anjo da guarda.
Proteção, amparo e boa companhia, dessa forma,  é certa.





Direitos Reservados

26 de mai de 2014

Leveza





A decisão, às vezes demorada e dolorosa,
de querer somente gente de alma leve por perto,
faz até as cores de tudo que nos rodeia ficarem,
suavemente, mais belas.





Direitos Reservados

22 de mai de 2014


Harmonia, simplicidade e bom gosto,
uma bela decoração
nada mais do que isso precisa.



Direitos Reservados

16 de mai de 2014


     Livros não são vistos como bichos estranhos e repulsivos, principalmente, quando estão presentes no cotidiano, desde a mais tenra idade.



Direitos Reservados

13 de mai de 2014






No Paraná as manhãs, incomparavelmente, agradáveis de outono
aumentam a cativante afeição pelos detalhes da natureza
e os prazeres por ela, gratuitamente, oferecidos.




Direitos Reservados

11 de mai de 2014

Mãe


Saudade sim, tristeza não. De outra forma eu não viveria este dia,
afinal minha mãe foi o exemplo da mais pura alegria.

Feliz Dia das Mães!

Direitos Reservados

8 de mai de 2014


   Enchem os olhos as lavouras de milho aqui no Paraná, as terras cultivadas banhadas pelo sol parecem telas pintadas com esmero. As folhas dançam ao sabor do vento e as espigas trazem um convite aos tradicionais quitutes: pamonha, bolo, cural. Não é de dar água na boca?




Direitos Reservados

1 de mai de 2014

Mente ativa


Ocupação é a palavra chave,
a mente ativa está sempre em busca de tempo,
a ociosa vaga, inutilmente, nas horas.







Direitos Reservados

26 de abr de 2014

Quermesse


     Das tradições interioranas uma das mais agradáveis é a quermesse, uma festa que ainda movimenta pequenas comunidades rurais.
     As atividades começam pela manhã com a celebração da missa, em seguida o almoço com churrasco, à tarde bingo e leilão de prendas.
     Tudo tão simples como a vida deveria ser sempre! 
     Amanhã, domingo, vou participar dessa maravilha, o dia promete!



Direitos Reservados

21 de abr de 2014


Viver é um processo laborioso,
nem sempre é possível dizer aquilo
que nos apetece.
Somente no silêncio, geralmente, vive-se bem.



Direitos Reservados

12 de abr de 2014


Duas letrinhas revestidas de uma força incomensurável,
imprescindíveis ao lidarmos com os rigores da vida.





Direitos Reservados

6 de abr de 2014

The Waltons

                                                   


     Na década de 70 e início dos anos 80 a TV brasileira apresentava uma série americana chamada The Waltons. Um dos protagonistas era o jovem personagem John Boy, filho mais velho de uma família rural. Eu apreciava demais as histórias narradas por esse garoto que amava escrever e fazia disso um hábito antes de dormir, obrigatoriamente, sob a pouca luz de uma vela. Ainda menina eu era capaz de deixar as brincadeiras com as amigas e seguir para casa na avidez de assistir o episódio da semana.

     Posso afirmar, com a mais absoluta certeza, foi durante essa remota época que fui sentir, pela primeira vez, uma intrépida vontade de escrever. Isso significa que tanto quanto os bons livros, alguns filmes também trabalham na inspiração de quem aprecia a arte da escrita.



Direitos Reservados


1 de abr de 2014

Olhar para o nada




Vez ou outra é bom olhar para o nada
e deixar que a ausência de raciocínio
descanse o cérebro por alguns segundos.





Direitos Reservados

26 de mar de 2014

Aura



Há sempre uma aura de tranquilidade
pairada sobre um rio, apesar do seu poder,       
corre silencioso.



Direitos Reservados

23 de mar de 2014

Despedida


O momento mais delicado em uma despedida
é aquele último olhar, geralmente demorado,
muitas vezes marejado
e, já, repleto de saudade.



Direitos Reservados

19 de mar de 2014

Doar-se


O coração mais atribulado
é aquele centrado
nos próprios problemas.
E a paz, tão procurada,
pode chegar disfarçada,
somente quem doa um pouco de si
sabe, como ninguém, enxergá-la.





Direitos Reservados