1 de jan de 2014

Amor próprio


Ter gosto pela vida;
cultivar agradáveis perspectivas;
filtrar companhias, lembrando que a própria deve ser
a mais prazerosa e destemida;
fortalecer a fé que ampara nos momentos de dor
e faz suportar o sentimento gelado da decepção;
desejar apenas o suficiente para viver com dignidade,
jamais cair no austero e competitivo consumismo.
Esses detalhes ou metas levam cada um
a gostar um pouquinho mais de si mesmo.


Feliz 2014!










Direitos Reservados

6 comentários:

Maria Célia disse...

Oi Néia
Belas palavras,verdadeiras e profundas.
Beijo.

✿ chica disse...

Feliz 2014!!bjs chica

Valéria disse...

Oiiii Néia!
É mais pura verdade! E assim seremos mais leves para a nova caminhada. Um feliz 2014! Bjinho

ONG ALERTA disse...

Que este ano novo seja de renovação e muita alegria, beijo Lisette

Elisa T. Campos disse...

Amei, Néia
Palavras lindas e verdadeiras.
Um Feliz Ano Novo para você.
Bjs.

Tais Luso disse...

Verdades tão simples e ao mesmo tempo difícil, uma vez que a competitividade em todos os setores é enorme. A vaidade, né Néia? E vaidade leva a tudo, menos à paz.

Com carinho!