13 de dez de 2015

Equilíbrio


A sua espontaneidade contagiou-me, arrancou-me palavras,
sentimentos, segredos, tristezas e alegrias,
coisas trancadas e doídas, agora escancaradas como deviam.
No meu silêncio você refletiu, aquietou-se de um jeito que te fez bem.
Com a inebriante naturalidade de quem se despe de uma luva,
mostrou que a sua vida é infinitamente diversa da minha,
às vezes mais interessante, outras, menos tranquila.
Seguindo, atentamente, as prescrições que regem uma duradoura amizade,
encontramos o chamado e tão desejado equilíbrio.




Direitos Reservados

7 comentários:

Roselia Bezerra disse...

Olá,querida Neia
Um poema saído do coração que ama...
Bjm fraterno

Maria Célia disse...

Olá Néia
Que lindo, o equilíbrio é fundamental em qualquer relação.
Beijo.

pensandoemfamilia disse...

Lindas palavras sobre algo fundamental nas relações. bjs

pensandoemfamilia disse...

Lindas palavras sobre algo fundamental nas relações. bjs

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Muito bem, Néia. Relação se resume em duas pessoas, dois lados, sendo assim, exige equilibrio, ponderação, moderação, respeito mútuo. Parabéns. Beijos.

Marineide Dan Ribeiro disse...

Passando pra te desejar um feliz natal e um ano novo cheio de saúde, paz, e realizações!

Um abraço da Marineide,
http://marciagrega.blogspot.com.br/2015/12/de-que-maneira-voce-colabora-com.html

BIA disse...

Feliz Natal Néia! Muita paz e amor pra você e sua família! Que a luz do Natal continue brilhando e iluminando todos os dias do próximo ano e que todos tenham muito amor no coração para um mundo mais humano e harmonioso.

Bjs