30 de mar de 2015

Melhor assim


Nem sempre é bom permitir que os olhos registrem todos os pormenores,
que os ouvidos captem todos os sussurros
ou que se deixe ler todos os escritos,
senão o coração, tão sensível e inquisidor, vai  pesar em demasia.
De dentro do peito venham apenas batidas tranquilas e sadias.






Direitos Reservados

26 de mar de 2015

Naturalmente


Algumas coisas importantes vão perdendo o sentido ao longo da vida,
um processo natural desde que seja de livre arbítrio.
E quando outras, menos ingênuas, mais amadurecidas, vêm substituí-las
não há risco algum da alma ficar vazia.



Direitos Reservados

11 de mar de 2015

Bloco de notas

 
     Vez ou outra costumo usar o bloco de notas do celular para escrever algo que venha à mente e mereça ser guardado, apesar de apreciar muito mais o caderninho que levo à bolsa, nele rabisco alguns pensamentos para desenvolvê-los mais tarde com tranquilidade e atenção, nem sempre disponíveis em todo momento. Hoje folheando aquelas páginas já meio amareladas, encontrei esse pequeno texto que já fez e espero que me faça sempre tão bem:

       As fragilidades e incertezas são apenas uma simplificação da vida, repleta de desafios, decepções e dores que vão nos provar até os últimos dias. E o segredo da alma está, justamente, em transformar tudo isso em forças positivas fazendo de nós personagens vívidos e interessantes, independente de condição social ou cultural.  Em algum lugar também outras pessoas vão pensar e agir da mesma forma, alguns com mais ou menos intensidade, o que importa é que desta identificação, gera-se então
grandes amigos e, algumas vezes, eternos amores.



Direitos Reservados

3 de mar de 2015

Desfolhar-me






Logo pela manhã o vento soprou forte, o sol já não é mais o mesmo nos últimos dias,
já correm rumores de que o outono em breve estará chegando.
Desfolhar-me completamente é o que mais desejo na próxima estação,
novos ares venham purificar a vida!




Direitos Reservados