27 de mai de 2016

Acordes




Nesta muito pequena cidade do interior,  
em um dia nublado e frio, reina a calmaria.
E a vida caminha na cadência
de um manso dedilhar de acordes num violão.




Direitos Reservados

14 de mai de 2016

Sábado


         Pela manhã é sempre mais intensa a algazarra dos pardais no quintal, é a forma de fazer com que eu e a vizinhança acordemos, afinal cantarolar sem ninguém para ouvir é muito chato. Deixo a preguiça na cama e levanto-me já pensando nas tarefas deste sábado de clima ameno, friozinho aconchegante. Entre tantas coisas, escolho cortar as pontas mortas das minhas roseiras, um método para que fiquem sempre floridas. É preciso renovar a energia, delas e também a minha, assim começa o meu final de semana.


Direitos Reservados

1 de mai de 2016

Gratidão



Aqui, pelas bandas do Sul, o termômetro não deixa mentir,
o prometido frio chegou com tudo. Assim, neste domingo preguiçoso,
embora tanta coisa a ser estudada, escrita ou, simplesmente, vivida,
o sol convida a recostar-me na cadeira da varanda e deixar aquecer até a alma.
De olhos fechados o pensamento viaja longe, vou até onde o dia nem está tão bonito como o meu, porém com a certeza de que lá também há aconchego,
minha respiração flui leve e tranquila.

Com uma tênue sensação de gratidão, digo a Deus o quanto Ele é bom comigo, 
obrigada pelas pessoas que, mesmo distantes, dão sentido à minha vida! 



Direitos Reservados